Tópicos em alta: sergio moro / dengue / polícia / reforma da previdência / bolsonaro

Bolsistas da UFJF vão visitar vizinhos do Jardim Botânico

Em circulação nas redes sociais, o registro de uma jaguatirica morta às margens da BR-040 não é deste ano

Por Tribuna

30/04/2019 às 20h59- Atualizada 30/04/2019 às 21h00

Moradores vizinhos ao Jardim Botânico e à Mata do Krambeck receberão, nesta quinta-feira (2), a partir de 13h, a visita de bolsistas da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). O objetivo é repassar medidas preventivas com relação a possíveis acidentes relacionados à onça-pintada encontrada no Jardim Botânico, bem como informar os riscos de segurança para os residentes e sobre o monitoramento dos hábitos do animal. Depois de reunião com líderes comunitários nesta segunda (29), a decisão por repassar recomendações tête-à-tête foi tomada em encontros realizados nesta terça (30) entre representantes da UFJF, da Prefeitura de Juiz de Fora, do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais (Ibama), do Instituto Estadual de Florestas (IEF), do Corpo de Bombeiros e do Campo de Instrução do Exército.

LEIA MAIS:

O conteúdo continua após o anúncio

Cerca de 30 bolsistas, que atuam como monitores de educação ambiental, serão os responsáveis pelas orientações à comunidade após passarem por treinamento. Além da manutenção da segurança das crianças – uma das principais preocupações dos presentes na reunião da comunidade -, a UFJF pondera riscos de caça, eventuais reações de moradores em acidentes que possam ferir o felino e, inclusive, possível atropelamento, uma vez que o Jardim Botânico se localiza no perímetro urbano. Em caso de ações emergenciais, um grupo composto por integrantes dos bombeiros e da Companhia de Polícia Militar de Meio Ambiente foi criado; as corporações podem ser acionadas pelos contatos telefônicos 190, 193 e 3228-9050.

Jaguatirica na BR-040

Em circulação nas redes sociais nesta terça, o registro de uma jaguatirica morta às margens da BR-040, próximo à ArcelorMittal, não é deste ano. Questionados pela reportagem, a unidade local do Ibama, a Companhia de Polícia Militar de Meio Ambiente e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) afirmaram desconhecer quaisquer ocorrências sobre o encontro de um animal da espécie nos últimos dias. Ao contrário da onça-pintada, a jaguatirica, comum em todo o território brasileiro – exceção feita aos pampas -, é categorizada pelo ICMBio como menos preocupante, isto é, não está ameaçada de extinção, embora seja avaliada como criticamente em perigo particularmente em Minas Gerais.

Tópicos: onça-pintada

Receba nossa
Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail



Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia