Tópicos em alta: sergio moro / dengue / polícia / reforma da previdência / bolsonaro

UFJF reforça orientações de segurança após nova aparição da onça-pintada

Felino foi flagrado na noite de 1° de maio em estacionamento de Igreja Batista

Por Tribuna

06/05/2019 às 19h36- Atualizada 07/05/2019 às 19h43

Animal teria sido visto no estacionamento do espaço religioso na última quarta-feira (Foto: Pedro Nobre/UFJF)

A onça-pintada foi novamente flagrada pelas ruas de Juiz de Fora. Na noite de quarta-feira (1º), o felino foi avistado no estacionamento da Igreja Batista Resplandecente Estrela da Manhã, localizada no Bairro Santa Terezinha, ao lado da Mata do Krambeck. A informação foi divulgada pela Universidade Federal de Juiz de Fora nesta segunda-feira (6). Após o novo episódio e com o intuito de reforçar as orientações de segurança à população e de salvaguarda do animal, a pró-reitora de Extensão da UFJF, Ana Lívia Coimbra, conversou, nesta segunda (6), com o pastor Gonçalves de Paula Cunha, vice-presidente da congregação.

LEIA MAIS:

“Embora a gente saiba que a onça tende a fugir da presença humana, há riscos para as pessoas e para ela mesma, caso se sinta acuada com a reação de cachorro ou de crianças, jogando pedras ou fazendo barulhos para chamar a atenção do animal. Em reação, ele pode atacar, pode ser que aconteça um acidente. Por isso, estamos alertando a população que a onça está passando em áreas onde há movimentação de pessoas”, disse Ana Lívia.

O pastor relatou que tem conhecimento de fotos do animal na área do estacionamento da igreja e que medidas de segurança estão sendo tomadas. “A Igreja está ciente. Avisamos nossos fiéis, em cada culto, para tomarem cuidado, porque a onça está circulando por aqui. Há alguns que ficam com medo e dizem que não vêm. Outros sim. Adquirimos mais experiência sobre o animal com o Pedro e o Artur [professores da UFJF, Pedro Nobre e Artur Andriolo, que estão monitorando o animal e avisaram o líder religioso]”, disse o pastor.

O conteúdo continua após o anúncio

Conforme ele, foi elevada a quantidade de diáconos que ficam de prontidão do lado externo dos salões, onde são realizadas as atividades religiosas, para avisar os fiéis sobre o aparecimento do animal e tentar afastá-lo do estacionamento. “Avisamos especialmente os pais com crianças. E nosso vigia comunica os professores quando a onça é avistada. Faz oito anos que adquirimos este terreno e não tínhamos visto o animal”, afirmou.

Após começar a ser avistada, a partir do dia 25 de abril, além do alerta a líderes religiosos, também foram avisados representantes de bairros do entorno do Jardim Botânico. Em encontro articulado pela direção do Jardim Botânico, no dia 29 de abril, militares do Corpo de Bombeiros e da Companhia de Polícia Militar de Meio Ambiente, junto a membros da Universidade, reuniram-se, na Igreja Santa Terezinha, para orientar os moradores dos bairros próximos à Mata do Krambeck a respeito do comportamento do animal.

Orientações

A orientação de especialistas é para que caso a pessoa aviste o animal ou se encontre em situação de emergência, ligue para a Polícia Militar de Meio Ambiente, por meio dos números 190 e 3228-9050, ou para o Corpo de Bombeiros (193). A recomendação também sugere que se evite atividades às margens do Rio Paraibuna, na área da Mata do Krambeck e em imediações da floresta, entre 17h e 6h.

Conforme o Guia Prático de Convivência entre Predadores Silvestres e Animais Domésticos elaborado pelo Cenap/ICMBio, onças-pintadas normalmente têm medo do homem e tendem a evitar sua presença. No entanto, segundo o guia, é preciso evitar atividades que possam causar habituação do animal ao ser humano, ter precaução e seguir orientações de segurança.

Tópicos: onça-pintada

Receba nossa
Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail



Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia