Tópicos em alta: delivery jf / coronavírus / vacina / tribuna 40 anos / polícia / obituário

Tupi dispensa vencedor da Liga dos Campeões, confirma atacantes e tem acordo com meia e lateral

Técnico Anderson Florentino lamenta pouco tempo para a preparação física de Maciel, de 42 anos, mas enfatiza necessidade de “pensamento profissional”


Por Bruno Kaehler

10/06/2021 às 17h41

O veterano Maciel, que integrou o elenco do Porto que conquistou o título da Liga dos Campeões na temporada 2003/2004, não faz mais parte dos planos do Tupi para a disputa do Módulo II do Campeonato Mineiro. O clube confirmou a dispensa do atacante de 42 anos após cerca de três semanas de avaliações. Por outro lado, o Carijó sacramentou o acordo com os atacantes Thiago André e Renan Amorim. Além disso, os experientes Diego Palhinha, meia, e o lateral-esquerdo Renan devem ser anunciados nos próximos dias.

Sobre a situação de Maciel, que havia aceitado retomar a carreira após negociações com o presidente do Tupi, José Luiz Mauller Júnior, o técnico Anderson Florentino destacou que a questão física, de fato, foi o fator preponderante para a decisão. “O Maciel esteve com a gente durante 20 dias aproximadamente e sabemos que a idade pesa. Como estamos contra o tempo, ele não reuniu as condições físicas que a gente precisa. É um jogador de qualidade técnica, mas, pelo regulamento, só podemos contar com sete atletas acima da idade por jogo e precisamos que todos tenham essa capacidade física que objetivamos”, destaca o comandante.

Questionado se ele tem priorizado a escolha de atletas que entreguem maior intensidade de jogo, o treinador confirmou. “Com certeza. Começamos de forma tardia. Para o lastro físico, conforme estudos, precisa de oito semanas, mas temos menos de quatro. Não quer dizer que não vamos conseguir atingir o objetivo, simplesmente não temos o tempo ideal. Por isso aceleramos o processo de preparação física, mas infelizmente o Maciel não atingiu a meta do que preciso.”

Maciel e Mateus, pai e filho, não mais atuarão pelo Tupi no Módulo II (Foto: Reprodução Instagram)

O filho de Maciel, Mateus, também trazido pelo Tupi, é outro que não integra os profissionais, podendo ser utilizado no sub-20. “(O Mateus) não reuniu atributos para o time adulto. Pode ser um excelente profissional, torço por ele, dei algumas dicas, instrui, mas ainda não contamos com ele. Está no segundo ano de sub-20. Temos que pensar de forma profissional.”

Nenhum jogador assinou contrato com o Tupi até o momento, conforme o presidente Juninho. “O acordo é que, pela necessidade de avaliações clínicas, assim como técnicas, só assinem em julho”, garante o mandatário.

O conteúdo continua após o anúncio

O treinador Florentino destacou, ainda, que já dispensou cerca de 15 atletas do grupo que iniciou a pré-temporada. A lista com os nomes confirmados para defender o clube no Módulo II será divulgada nos próximos dias. “Vim com o propósito de mudança, de ajustar aquilo que vejo de errado. Sou muito profissional, não sou melhor que ninguém, mas prezo pelo profissionalismo. Faltou capacidade física. Você há de convir que um atleta de 42 anos, por exemplo, tem uma capacidade física diferente daqueles de 20, 30 anos. Tanto que ele sentiu muitas dores físicas. Mas se esforçou, tentou fazer o que deveria e conversamos abertamente. Em uma outra circunstância, sem o limite de idade, eu poderia colocar durante os jogos. Mas o Tupi é muito grande no país todo. Vim para ajudar e não posso ficar com amizade. Acima de tudo quem tem que ganhar é o Tupi, independentemente de quem faça a gestão.”

Atacantes, lateral e meia

Como antecipado pela Tribuna nas últimas semanas, o Tupi avaliava acordos com os atacantes Thiago André e Renan Amorim, que já haviam passado pelo clube. A dupla foi confirmada pelo presidente carijó. Outros dois nomes podem ser anunciados pelo Galo em breve: o meia Diego Palhinha e o lateral Renan. Ambos já teriam acertado com o Alvinegro.

Diego Palhinha tem 35 anos com extenso currículo pelo futebol brasileiro, sendo revelado no Corinthians. Seu último clube foi o Central de Caruaru (PE), tendo defendido, ainda, equipes como o Pacajus-CE, Portuguesa Santista-SP, ASA-AL, Avaí-SC, Icasa-CE, Metropolitano-SC e Vila Nova-GO.

Meia Diego Palhinha deve defender o Tupi na busca pelo retorno à elite estadual (Foto: Reprodução TV Asa Branca)
Lateral-esquerdo Renan, com carreira no interior de São Paulo, é nome conhecido pelo técnico Anderson Florentino (Foto: Agência Briosa/Ricardo Fernandes)

Já Renan atua pelo lado esquerdo da linha defensiva. Com 29 anos, ele é outro que vestiu a camisa da Portuguesa Santista, seu último clube. Também defendeu times como o Noroeste-SP, Madureira-RJ, Taboão da Serra-SP e São Carlos-SP.

Além da dupla não oficializada, mais jogadores, como um goleiro e um meia, devem ser anunciados em breve. O Tupi estreia no Módulo II contra o Ipatinga no dia 3 de julho, no Estádio Municipal Radialista Mário Helênio.

Tópicos: Módulo II / tupi

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Desenvolvido por Grupo Emedia