Tópicos em alta: coronavírus / vacina / tribuna 40 anos / polícia / obituário

Campanhas arrecadam presentes de Natal para diversos públicos em JF

Iniciativas visam a levar alegria a crianças, pessoas com deficiência e idosos; opções de doações vão de brinquedos a itens de higiene pessoal


Por Renan Ribeiro

14/11/2021 às 07h00- Atualizada 18/11/2021 às 20h00

Uma das ações mais antigas, Papai Noel dos Correios acontece novamente de forma on-line neste ano. Para participar e adotar uma cartinha é preciso acessar o site e selecionar o município de Juiz de Fora (Foto: Marcelo Ribeiro/Arquivo TM)

As festas de fim de ano em 2021 coincidem com o momento de menor restrição de circulação de pessoas desde março de 2020, quando foi declarada a pandemia de Covid-19. Se no ano passado o distanciamento tornou as ações mais distantes, aos poucos, o calor humano próprio das ações ligadas ao Natal vão retornando. Desta forma, campanhas que reforçam o espírito de solidariedade e altruísmo da data se propõem a levar, aos mais variados públicos de Juiz de Fora, uma mensagem de acolhimento e carinho.

Há ações em diversas frentes, para atender a diversas populações e faixas etárias. A intenção, em todos os casos, é proporcionar uma vivência diferente, abrindo espaço para que as pessoas que possam contribuir tenham a oportunidade de experimentar a sensação de ser um ‘papai’ ou ‘mamãe’ noel. Confira algumas das iniciativas que recebem doações em Juiz de Fora:

Comboio do Bem

A iniciativa completa 20 anos em 2021 e se propõe a presentear não só com presentes, mas com uma festa para crianças com deficiência atendidas por instituições da cidade. Representantes das forças de segurança do município, do Estado e da União participam da festa, prevista para o dia 3 de dezembro neste ano.

Nesta data, o comboio sairá do Batalhão do Corpo de Bombeiros e seguirá para a primeira parada, que é a Escola Estadual Maria das Dores. Respeitando os protocolos de distanciamento social, as crianças receberão os presentes em sala de aula, para evitar aglomerações. De lá, o comboio irá para a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae). Após uma pausa para o almoço, o comboio seguirá para o 17º Batalhão, onde as crianças atendidas pelo Educandário Carlos Chagas, pelo Instituto Bruno e o Instituto Vitória estarão aguardando.

Até o momento, a edição de 2021 do Comboio do Bem recebeu 642 cartas, que totalizam cerca de dois mil presentes. Deste total, ainda falta atender a 75 pedidos, em um valor que chega a R$ 3.500. Embora a iniciativa conte com a ajuda de empresas, são as pessoas que se mobilizam para ajudar, tanto com algum material, quanto com trabalho voluntário.

Além dos brinquedos, o Comboio arrecada fraldas, que são usadas por cerca de um terço das crianças beneficiadas. Além da participação de viaturas das forças de segurança, que foram sugeridas pelas próprias crianças, a iniciativa conta com a presença de Papai e Mamãe Noel.

“Vamos manter todos os protocolos. Não vamos poder fazer as fotos com as crianças abraçando o Papai Noel, nem vamos poder concentrar todo mundo, como amamos fazer, porque não é possível. Mas vamos atuar como manda o protocolo. Tivemos pouco tempo para organizar tudo, porque a liberação das escolas aconteceu há poucas semanas. Mas estamos correndo para que todas as crianças recebam um presente”, destaca o radialista William Boy, que é o idealizador da ação.

As pessoas interessadas em ajudar podem entrar em contato pelo telefone (32) 99965-8095. As doações serão recebidas até o dia 26 de novembro, quando ocorrerá a conferência de cada um dos itens, para a entrega em 3 de dezembro.

O conteúdo continua após o anúncio

Natal da Mamãe Noel

Com a pandemia, as populações periféricas viram as dificuldades aumentarem. Também por conta disso, o telefone de Margarida Maria Gomes, a Mamãe Noel de Juiz de Fora, recebe chamados de crianças que já esperam ansiosas pelo presente de Natal. Atualmente, ela corre contra o tempo para conseguir presentear as crianças de famílias carentes da periferia da Zona Norte Juiz de Fora, de bairros como Milho Branco, Jardim Natal, Amazonas, Monte Castelo e também da Zona Rural de Lima Duarte.

Durante a pandemia, Margarida também distribuiu cestas com alimentos para algumas famílias. Mas a iniciativa dos presentes de Natal já completa 42 anos em 2021. A ideia surgiu com um pedido do filho, que não teve como ter uma festa de aniversário por conta do falecimento do avô e pediu uma festa de Natal com a presença do Papai Noel. Margarida se vestiu como o personagem, surpreendeu o filho e fez da iniciativa uma tradição perene, que atravessa décadas e dificuldades. “Estou muito ansiosa. As crianças me perguntam como vou fazer. Preciso de ajuda para conseguir levar essa alegria para elas, para que eu possa atender a muitas crianças”, diz Margarida.

A Mamãe Noel conta que os brinquedos pedidos pelas crianças são os mais simples, e incluem bolas, bonecas, jogos como pega-varetas, de botão, quebra-cabeça e carrinhos. Entretanto, qualquer presente que as pessoas puderem doar é bem-vindo, diz a Mamãe Noel. As pessoas interessadas em colaborar podem fazer contato pelo WhatsApp (32) 99148-8287, ou levar a doação até o endereço de Margarida, na Rua Antônio Bernardo 256, Bairro Jardim Natal, em frente à igreja católica do bairro.

Papai Noel dos Correios

A campanha Papai Noel dos Correios, que tem 32 anos, permanece em ambiente digital em Juiz de Fora, assim como aconteceu em 2020, em função da pandemia. O lançamento oficial da ação, que ocorre em nível nacional, aconteceu na última semana. Assim, os interessados em participar já podem adotar cartinhas de crianças matriculadas em escolas públicas até o 5º ano do ensino fundamental, com até dez anos. Os pedidos estão disponíveis no Blog do Papai Noel dos Correios, no blognoel.correios.com.br, e são dos mais variados: bolas, bonecas, calçados e até materiais escolares.

Conforme os Correios, em todo o país, já foram enviadas mais de 65 mil cartas. Todas foram escritas à mão pelas crianças, e a inscrição no blog foi feita com imagem fotografada ou digitalizada do pedido. Os passos para realizar a adoção de uma cartinha estão descritos na página da campanha e ficam disponíveis a partir do momento em que os padrinhos selecionam o município em que desejam participar.
Os presentes devem ser entregues presencialmente na agência dos Correios, que fica na Rua Marechal Deodoro 455, Centro. As medidas de proteção, como uso de máscara e o álcool em gel, além do distanciamento, estão entre as exigências para fazer a entrega dos presentes.

Festa de encerramento do ano no Instituto Dom

Encerrando as atividades educacionais, esportivas culturais e de formação socioemocional oferecidas por meio de 18 oficinas a sete comunidades atendidas na região do Bairro Dom Bosco, o Instituto Dom prepara uma festa com apresentações das 115 crianças que participam do projeto. Para viabilizar a iniciativa, a entidade promove também uma campanha de apadrinhamento, que pode ser feito por meio de doações em dinheiro, mão de obra, produtos e serviços.

Com tema “Revoando Neon”, as apresentações vão ocorrer nos dias 16 e 17 de dezembro, quando acontecerá a formatura de 30 adolescentes que participaram do curso socioemocional em parceria com a Rede Gerando Falcões, de São Paulo.
O interessados em contribuir com a realização do evento podem fazer contato por meio dos telefones: (32)98454-3505 ou (32) 98417-0749.

Faça um idoso feliz

Residentes de Instituições de Longa Permanência (ILPIs) são o público da Campanha de Natal da Câmara Municipal de Juiz de Fora (CMJF), por meio da Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa. Entre os pedidos feitos pelos participantes há itens de higiene pessoal, como sabonete, e também objetos como espelhos. Os idosos atendidos pela campanha fazem parte das entidades Fundação João de Freitas, Abrigo Santa Helena e Lar dos Idosos Luiza de Marillac.

O apadrinhamento pode ser feito até o dia 10 de dezembro. Os interessados devem procurar o Centro de Atenção ao Cidadão (CAC), no prédio da Câmara, no Parque Halfeld. A entrega dos presentes está marcada para o dia 20 de dezembro.

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade pelo seu conteúdo é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Desenvolvido por Grupo Emedia