Tópicos em alta: coronavírus / vacina / tribuna 40 anos / polícia / obituário

Mais três idosos morrem por Covid-19 em Juiz de Fora

Boletim epidemiológico apresenta mais 62 diagnósticos da doença na cidade


Por Renan Ribeiro

23/09/2021 às 21h14- Atualizada 23/09/2021 às 22h04

Com mais três mortes confirmadas pela Secretaria de Saúde de Juiz de Fora na edição desta quinta-feira (23) do boletim epidemiológico, o número total de óbitos em função da doença subiu para 1.972 na cidade. As três vítimas eram idosos.

O primeiro falecimento notificado foi de um senhor de 88 anos, que morreu nesta quinta-feira (23). Ele tinha doença neurológica crônica, hipertensão arterial sistêmica, acidente vascular encefálico e imunodepressão como comorbidades relatadas. O segundo é de uma idosa de 79 anos, que convivia com quadro de doença cardíaca crônica e morreu na quarta-feira (22). O último caso é o de um homem de 69 anos, cuja morte foi confirmada no dia 16 de março. Ele tinha doenças cardíaca e neurológica e diabetes mellitus.

As comorbidades, além da idade, segundo as autoridades em saúde, são fatores de risco para que a Covid-19 se agrave. Conforme já esclareceu a Secretaria de Saúde, no boletim epidemiológico são divulgadas todas as doenças prévias da vítima, não somente as comorbidades associadas ao agravamento do coronavírus.

O conteúdo continua após o anúncio

Além das mortes, foram informados 62 novos diagnósticos em últimas 24 horas. Assim, são 45.165 atestados positivos desde o início da pandemia. Houve também um acréscimo de 108 notificações de síndrome gripal, consideradas suspeitas para a Covid-19. No total, Juiz de Fora já contabilizou 104.069 casos suspeitos.

Hospitalizações

Pelo boletim, às 19h19 desta quinta eram 121internações de pessoas infectadas pelo coronavírus, sendo que 54 ocupavam Unidades de Tratamento Intensivo (UTIs) e 67 eram atendidas em leitos de enfermarias. Pelo SUS, a taxa de ocupação nas UTIs Covid era de 29,29%, e nas enfermarias, também para casos Covid, 23,98%.

Já na rede privada, 62,61% dos equipamentos de UTI estavam ocupados. Neste caso, no entanto, há um somatório tanto de casos relacionados ao coronavírus quanto das demais enfermidades. O percentual de internações nas enfermarias não é informado no boletim

Em números gerais, somando rede pública em privada, 60,43% das UTIs da cidade eram utilizadas no horário.

Tópicos: coronavírus

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade pelo seu conteúdo é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Desenvolvido por Grupo Emedia