Tópicos em alta: tiroteio entre polícias / polícia / enem 2018

Quatro dos sete atropelados no São Mateus permanecem hospitalizados

Polícia Civil informou que caso ainda está sendo repassado para investigação na 1ª Delegacia

Por Tribuna

14/09/2018 às 18h08

Quatro das sete pessoas atropeladas na calçada de um bar na esquina das ruas Doutor Romualdo e São Mateus, no bairro homônimo, na Zona Sul de Juiz de Fora, permanecem hospitalizadas nesta sexta-feira (14). Os três homens, de 23, 27 e 29 anos atendidos no HPS estão lúcidos, estáveis e orientados, conforme informou a assessoria da Secretaria de Saúde. Um quarto ferido, 23, que fraturou a tíbia e foi internado na Santa Casa também continua em observação. Segundo a assessoria do hospital, o jovem passou por procedimento cirúrgico na quinta-feira (13). Ele está lúcido e orientado.

O atropelamento em série aconteceu na madrugada de quinta, cerca de meia hora depois do término do jogo entre Flamengo e Corinthians, pela semifinal da Copa do Brasil. Os dois bares situados em frente à rotatória no cruzamento entre as duas vias costumam reunir muitos torcedores em dias de partida, mas grande parte já havia ido embora. As vítimas, com idades entre 18 e 29 anos, foram socorridas para quatro unidades de saúde.

O conteúdo continua após o anúncio

O motorista do carro que atingiu o grupo, 55, também foi medicado, mas recebeu alta logo depois, sendo levado para a delegacia e liberado. Ele alegou ter perdido o controle direcional do carro após um objeto ter sido arremessado contra seu veículo, danificando o para-brisa. O homem também afirmou ter sido agredido com soco no supercílio esquerdo e ter sido alvo de copos arremessados contra ele. O condutor precisou ser retirado do local pela polícia para evitar um possível linchamento. Ele foi submetido ao teste do etilômetro que, segundo a PM, não constatou consumo de bebida alcoólica.

Frequentadores do local afirmam terem sido ameaçados logo após o acidente por um homem não identificado e armado. Ele estaria tentando impedir que filmassem ou fotografassem a cena do acidente.

A assessoria da Polícia Civil informou nesta sexta que, como o caso estava no plantão da 1ª Delegacia Regional, ainda está sendo encaminhado para a 1ª Delegacia, responsável pelas ocorrências da Zona Sul. Ainda não há informações se, de fato, a câmera do Olho Vivo situada naquela esquina flagrou o momento do atropelamento.

Tópicos: acidente

Receba nossa
Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail



Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia