Tópicos em alta: coronavírus / vacina / tribuna 40 anos / polícia / obituário

Após Nélio, Tupi viabiliza retorno de Romarinho para o Mineiro

Atacante de 25 anos, que passou pelo Galo em 2017, volta para Juiz de Fora na disputa do Estadual


Por Bruno Kaehler

26/01/2019 às 17h09

Romarinho, à esquerda, irá reencontrar companheiros de Tupi como o volante Leandro Brasília (direita) (Foto: Felipe Couri)

Após anunciar o retorno do meia Nélio e discutir a possibilidade de contar com o argentino Gonzalo Ritacco nessa semana – chance descartada pela comissão técnica -, o Tupi confirmou, neste sábado (26), a volta do atacante Romarinho para Santa Terezinha. Segundo o diretor de futebol do clube, Nicanor Pires, o acordo com o atacante vale apenas para o Campeonato Mineiro.

O jogador, filho do eterno camisa 11 da Seleção Brasileira, Romário, defendeu o preto e branco carijó em 2017, quando disputou a Série C e foi treinado, inclusive, pelo atual comandante do Galo, Aílton Ferraz. Romarinho, 25 anos, está com a família, em férias, mas é aguardado nos próximos dias em Juiz de Fora para integrar o elenco.

Ainda segundo Nicanor, o atleta cuida de sua forma física durante as férias e terá apenas que adquirir ritmo de jogo para estar em plenas condições de atuar no Estadual.

O conteúdo continua após o anúncio

Galo já em BH

Paralelamente à negociação, a delegação alvinegra já está em Belo Horizonte, onde tem compromisso pelo Campeonato Mineiro. Em duelo válido pela terceira rodada, o Tupi visita o América na Arena Independência às 17h. A equipe não contará com os últimos reforços, Nélio e Romarinho, além do atacante Marcus Vinícius, suspenso por ter sido expulso contra o Tupynambás na última quarta-feira (23).

 

Tópicos: tupi

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade pelo seu conteúdo é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Desenvolvido por Grupo Emedia