Tópicos em alta: cartas a jf / onça-pintada / dengue / polícia

Como um álbum de fotografias

Ana Cecília Tavares leva para o livro a responsabilidade ambiental e a preocupação com a acessibilidade (Marcelo Ribeiro/11-12-2015) Com as sobras de linha que ganha da irmã, Ana Cecília Tavares vai costurando, calmamente, cada exemplar de “Ensaio”. O livro de poemas, lançado nesta terça com uma tiragem de mil exemplares e apoio da Lei Murilo […]

Por MARISA LOURES

15/12/2015 às 07h00- Atualizada 15/12/2015 às 08h39

Ana Cecília Tavares leva para o livro a responsabilidade ambiental e a preocupação com a acessibilidade (Marcelo Ribeiro/11-12-2015)

Ana Cecília Tavares leva para o livro a responsabilidade ambiental e a preocupação com a acessibilidade (Marcelo Ribeiro/11-12-2015)

Com as sobras de linha que ganha da irmã, Ana Cecília Tavares vai costurando, calmamente, cada exemplar de “Ensaio”. O livro de poemas, lançado nesta terça com uma tiragem de mil exemplares e apoio da Lei Murilo Mendes, traz em suas páginas, de aspecto envelhecido, a responsabilidade socioambiental da autora. São dela, também, as esculturas fotografadas por Sérgio Neumann para ilustrar a obra, que é acompanhada por um DVD com as poesias gravadas e tradução em libras, além da cartilha “Brincando de massinha com Ana Cecília”.

Cada poema tem uma história pessoal. Durante um incidente em que machucou os dedos, lá em 27 de janeiro de 1997 (ela faz questão de datar cada texto), Ana Cecília fez “Feliz devaneio”. “De dor esqueço o corpo…/ E se algum dia machucada/ eu vier a perder o chão/ lançarei voo sem limites/ Viajarei entorpecida, ganharei/ descobrindo, de pele nova, o céu.” Já em “Lágrimas”, de 8 de maio de 2010, está a dor da perda do pai amado. “… Linda, naquele instante tão breve se despede,/ se desmancha, vira lágrima./ Era tão simples assim, pai?/ Acho que eu não precisava ter temido tanto”, desabafa a filha, inspirada por uma singela bolinha de sabão que subia ao céu. “Tudo que escrevi me remete a um momento”, conta ela que já havia buscado em suas reminiscências a inspiração para “Lembranças…”, seu primeiro livro.

“Queria que ‘Ensaio’ ficasse semelhante a um álbum de fotografias, remetesse às minhas recordações.” O “livro aconteceu”, como diz a autora, e não foi escrito com a intenção de ganhar leitores. Ilustrá-lo tornou-se tarefa ainda mais árdua. “Tive que ilustrar o invisível, coisas que não eram para ser ilustradas. Era só o que eu sentia, e o Neumann conseguiu captar o meu instante”, comenta.

Em cada pontinho, um carinho especial

Formada na Escola Agrotécnica Federal de Rio Pomba/MG, com outras passagens por programas e oficinas relacionadas ao assunto, Ana Cecília sempre esteve à frente de causas ambientais, o que justifica não só o uso de materiais recicláveis na confecção do livro, mas também a contrapartida apresentada à Lei Murilo Mendes. Ana Cecília se compromete a executar o plantio de 90 mudas de espécies nativas da Mata Atlântica na cabeceira do manancial da Represa de São Pedro. “No meu trabalho, busco levar a educação ambiental de uma maneira leve e criativa.”

O conteúdo continua após o anúncio

Mesmo o grande número de exemplares que a aguardam para ser alinhavados não a assusta. Segundo a também artesã, em uma hora, ela costurou 22 livros. “Além de representar uma economia, o livro fica mais bonito. Se eu sei costurar e posso fazer, por que não? Sem contar que ponho uma emoção em cima de cada pontinho. É como se eu estivesse mandando um carinho todo especial para cada pessoa”, afirma, justificando sua preocupação com a acessibilidade.

“Não adianta falar de poesia, de meio ambiente, se não for para todo mundo.” Nas poesias gravadas no DVD, estão as vozes de Iacyr Anderson Freitas, Tarsila Zaniratto, Lázara Papandrea, Ulisses Belleigoli, Marisa Timponi, Rosani Martins, Luiz Almeida e Ana Miranda. Davi Vieira Medeiros foi o tradutor e intérprete de libras, e a gravação foi realizada pela Produtora de Multimeios da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF).

A obra ainda contará com um áudiolivro, lançado com apoio da Fundação Dorina Nowill para Cegos, e que será vendido separadamente. Na noite de autógrafos, haverá apresentação do grupo Segura o Choro e convidados.

LANÇAMENTO DE LIVRO

“Ensaio”

15 de dezembro, às 19h30

Diamantina Bistrô Mineiro

(Rua Floriano Peixoto 549 – Centro)

Receba nossa
Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail



Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia