Tópicos em alta: polícia / CPI dos ônibus / bolsonaro

Adolescente suspeito de dois homicídios na Vila Esperança é acautelado

Jovem, suspeito de ser autor e coautor dos assassinatos, foi capturado no mesmo bairro onde os crimes aconteceram

Por Sandra Zanella

11/01/2019 às 15h12

O adolescente de 15 anos suspeito de ter participado de dois homicídios em um intervalo de dois dias nesta semana está acautelado no Centro Socioeducativo, no Bairro Santa Lúcia, na Zona Norte de Juiz de Fora. Por meio de mandado de busca e apreensão expedido pela Vara da Infância e Juventude, ele foi capturado pela Polícia Militar na noite de quinta-feira (10), em uma casa abandonada na Rua João Ribeiro de Novaes, na Vila Esperança I, mesma área onde aconteceram os assassinatos.

A apreensão do jovem aconteceu após várias diligências durante a operação Asfixia. A PM recebeu informações sobre o esconderijo do suspeito e seguiu para o endereço. Os militares chegaram a visualizar o adolescente pela porta, mas ele percebeu a aproximação dos policiais e tentou fugir pelos fundos do imóvel, sendo alcançado e detido. Antes de ser acautelado, o suspeito passou por exames na Unidade de Pronto Atendimento (Upa) Norte, onde, segundo a polícia, foi constatado seu perfeito estado de saúde.

De acordo com a PM, o jovem teria sido coautor de um dos homicídios e autor de outro. Ambos os crimes foram praticados com arma de fogo e tiveram o mesmo modo de ação, mas nenhum armamento foi apreendido em poder do rapaz.

O conteúdo continua após o anúncio

Crimes

O caso mais recente aconteceu na última terça (8) e tirou a vida de Ilson Pires Ribeiro, 30. Ele foi alvejado por vários tiros, por volta das 22h, na Rua João Ribeiro de Novaes. Quando a vítima já estava caída no chão, o atirador ainda teria disparado mais vezes, à queima-roupa. O crime violento foi presenciado pela namorada de Ilson, 19. O casal caminhava pela via, quando o adolescente teria surgido por trás e começado a atirar a uma distância de dois metros. Mesmo ferido, o homem tentou correr, mas sofreu uma queda e foi novamente baleado. Um comparsa também teria atirado.

Ilson chegou a ser socorrido, mas já teria chegado sem vida à Upa Norte. Ele apresentava seis perfurações à bala nas costas e outras quatro no tórax. A motivação do assassinato não foi esclarecida. O caso é investigado pela Delegacia Especializada de Homicídios, que ainda procura o comparsa do adolescente.

No fim da tarde do último domingo (6), André Luiz de Azevedo, 39, foi executado na Rua Clementina de Jesus, também na Vila Esperança I. Ele foi socorrido com três perfurações na cabeça e uma no peito, mas não resistiu. O irmão da vítima disse que conversava com André em via pública, quando um atirador disparou a curta distância. Quando o homem caiu no chão, foram efetuados mais três disparos. A polícia também investiga quem são os proprietários das armas de fogo utilizadas nos crimes.

Receba nossa
Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail



Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia