Tópicos em alta: delivery jf / coronavírus / chuva / blogs e colunas / obituário / polícia

Santa Casa JF é destaque em gestão de qualidade em saúde

PUBLIEDITORIAL

Instituição com diversas certificações, hospital de Juiz de Fora é referência no país e busca acreditação internacional diante da eficácia de seus processos

Por Santa Casa de Juiz de Fora

11/01/2021 às 07h00- Atualizada 11/01/2021 às 07h29

Santa Casa JF é destaque em gestão de qualidade em saúdeAo longo da centenária história da Santa Casa JF, certificações chancelam que o hospital se preocupa com a qualidade de seus processos e tornam a segurança do paciente maior, assim como a satisfação com os serviços assistenciais. Nesta conta, a qualidade em saúde está associada a aspectos bastante abrangentes, como educação em saúde, acesso às informações sobre programas de prevenção e rastreamento das doenças, formação profissional, disponibilidade de equipamentos para diagnósticos e recursos terapêuticos.

A gestão da qualidade em saúde, porém, caracteriza-se por um conjunto para além dos cuidados globais com este tema de extrema importância na sociedade, como também à eficiência do setor administrativo e da organização do trabalho.

Na Santa Casa JF, todo este conjunto torna a entidade uma referência em saúde. O Sistema de Gestão da Qualidade é um conjunto de ferramentas de administração que interagem, visando o cumprimento das diretrizes da política da qualidade e os objetivos da instituição atendendo as expectativas dos clientes e partes interessadas do negócio.

Santa Casa JF é destaque em gestão de qualidade em saúde
Registro de auditoria da ONA e ISO, de 2019; Santa Casa buscará a renovação do Certificado ONA Nível 3 – Acreditado com Excelência na nova versão do Manual 2018 (Foto: Divulgação)

Engloba este sistema a padronização, a divulgação e a capacitação nas ferramentas, tais como o mapeamento de interação de processos, o controle de documentos e registros, a gestão de ocorrências (não conformidades), e gestão de riscos. Somam- se a essas, ferramentas de gestão estratégica, como o planejamento e a análise da efetividade de ações, o KPI – indicador de desenvolvimento -, a análise crítica e mais indicadores balanceados de desempenho, sempre objetivando otimizar o controle e a efetividade dos processos, cujo foco está na segurança e qualidade assistencial.

O comprometimento da direção da Santa Casa JF é fundamental para a sustentação da política da qualidade na instituição, levando em conta principalmente a continuidade de investimentos e a disponibilização de recursos para este fim. Alinhada a isso, a mudança de cultura é um foco permanente da unidade, considerando o processo contínuo de assessoria da área da qualidade e comprometimento das lideranças e colaboradores.

Gestão de riscos

Santa Casa JF é destaque em gestão de qualidade em saúde
Gerente de Qualidade da Santa Casa, Christine Hill, ao centro da foto tirada antes da pandemia, reforça que o hospital prioriza a constante evolução, o que o mantém como referência (Foto: Divulgação)

A Gestão de Riscos é uma das principais ferramentas utilizadas para garantir a qualidade dos serviços prestados. Ela permite identificar os fatores de ameaças com base nas principais áreas de trabalho e nos impactos e no grau de exposição desses riscos. Neste contexto, é essencial traçar ações para minimizar as ocorrências de falhas, por exemplo, bem como analisar os perigos expostos, identificar as causas e definir ações corretivas. O suporte à gestão de riscos assistenciais ocorre mediante atuação do Núcleo de Segurança do Paciente, sempre integrado às políticas institucionais.

Aprimorando processos e garantindo qualidade: um ‘hábito institucional’

Hemodinâmica---Aline-Bastoshemodinâmica---Aline-Bastos-(2)
<
>
Instituição centenária de saúde possui selos que comprovam a qualidade... (Foto: Divulgação)

Ao longo dos mais de 160 anos, a Santa Casa JF vem aprimorando seus processos, superando crises e acumulando certificações que a colocam num patamar elevado quando o assunto é qualificação e serviços em saúde. O passado bem alicerçado e glorioso é o exemplo e a base de uma procura do hospital pela constante evolução em todos os aspectos.

“Realmente as certificações são consequência da validação do trabalho desenvolvido, mas que deve ser mantido como hábito institucional. A busca pela melhoria contínua e o real aprendizado com os erros são essenciais para manter a cultura ativa e o desenvolvimento permanente das pessoas, visto que a globalização impõe mudanças e que implicam em ciclos de adequação. É um processo sem fim, que requer muita paciência e persistência”, detalhou a gerente de qualidade da Santa Casa JF, Christine Maria Lopes Hill.

Reconhecimento e certificação internacional

Para este ano, a Santa Casa JF passará por auditoria para renovação do Certificado ONA Nível 3 – Acreditado com Excelência na nova versão do Manual 2018. Conforme a Organização Nacional de Acreditação (ONA) em seu site, a chancela significa que “a entidade de saúde sinaliza ao seu público o compromisso com padrões reconhecidos de qualidade e segurança.”

Os três níveis de acreditação da ONA são reconhecidos internacionalmente e certificados pela International Society for Quality in Health Care (ISQua), a Sociedade Internacional para Qualidade em Saúde, na tradução literal.

Além disto, também em 2021 a Operadora PLASC, que integra a Santa Casa JF, busca a implantação do Sistema de Gestão Qualidade para certificação no Programa de Acreditação de Operadoras – ANS e de Governança Corporativa com ênfase em controles internos e gestão de riscos. As atenções também estão voltadas para a conquista da Acreditação Internacional Dias Niaho, certificação internacional reconhecida pelos Centros de Medicare e Medicaid (CMS) do Governo dos Estados Unidos. Já fazem parte da lista de certificações conquistadas a ONA Nível 3, ISO 9001 versão 2015, Certificação de Hospital de Ensino e Certificação de Hospital Amigo da Criança.

“As acreditações e os selos que trabalhamos nos permitem aprimorar as práticas colocando em auditoria, mostrando nossa eficiência e melhorando de forma contínua.”, enfatizou o presidente da Santa Casa, o doutor Renato Loures.

Por outro lado, Christine Hill lembra que a manutenção das certificações é até mais difícil que a conquista. “O desafio constante é manter o sistema de qualidade ‘robusto’ e as melhores práticas incorporadas à rotina de trabalho, de forma a permitir busca de novas certificações”, acrescenta.

Assim, a sustentação da qualidade vem de práticas seguras e com custo-benefício viável, que agreguem valor ao processo e favoreçam a melhor experiência do cliente e o atendimento às expectativas de partes interessadas.

“Como um dos pontos principais para um resultado satisfatório, está o investimento permanente no desenvolvimento das pessoas que suportam todo o processo e da infraestrutura para que os processos possam ser desenvolvidos de forma eficaz. As pessoas são o grande diferencial institucional e a tecnologia acoplada a isso vem agregar valor e favorecer a melhor experiência do colaborador no desenvolvimento das suas atividades, que é ponto chave para o sucesso do atendimento na prestação de serviços”, reforça Christine Hill. Através da capacitação de pessoas e melhoria dos processos, o Sistema de Gestão vem sendo fortalecido a cada novo ciclo, caminhando ao lado do crescimento da Santa Casa de Juiz de Fora.

Leia também: Santa Casa de JF reforça cuidados para superar pandemia

Santa Casa JF é destaque em gestão de qualidade em saúdeAvenida Rio Branco, 3.353, Passos
Telefone: 3229-2222
www.santacasajf.org.br
Facebook: /SantaCasaJF
Instagram: @santacasajf





Desenvolvido por Grupo Emedia