Tópicos em alta: polícia / chuva

Tupynambás vai em busca da vitória diante do América-TO

Só triunfo fora de casa garante Baeta na elite do Campeonato Mineiro

Por Bruno Kaehler

21/04/2018 às 07h00

“Fomos melhores do que o América durante os 90 minutos e acreditamos que podemos vencer eles lá. Não tem nada perdido ainda, com um gol classificamos”, diz o atacante Yan, artilheiro do Tupynambás no Módulo II, com cinco gols

Apenas o triunfo interessa ao Baeta na tarde deste sábado (21), no duelo contra o América-TO às 16h, no Estádio Nassri Mattar, em Teófilo Otoni (MG). Após empate sem gols na ida da semifinal do Módulo II do Campeonato Mineiro, o Leão do Poço Rico só avança para a decisão e conquista o consequente acesso à elite estadual se bater o adversário do Norte de Minas, que possui a vantagem de dois empates pela melhor classificação na primeira fase.

Logo, balançar as redes é obrigação do Tupynambás na partida. E ninguém fez isso mais vezes – cinco, ao todo – pelo clube nesta edição do campeonato do que o atacante Yan, 20 anos. “Marcar nesse jogo seria mais especial, até pelo momento, por ser a partida mais importante para a gente na temporada. Se sair o meu sexto será muito importante para mim, para todos os profissionais do Baeta e para a torcida, que espera tanto esse acesso. Precisamos fazer o que treinamos. E não faria cinco gols se não fossem meus companheiros. Cada um tem que seguir ajudando o outro para conseguimos trazer a classificação”, relata o artilheiro.

Apesar da responsabilidade de ter que vencer fora de casa no estádio que possui arquibancadas muito próximas ao campo, com pressão constante do torcedor, o jovem assegurou serenidade e foco do elenco. “O grupo está tranquilo e otimista que pode buscar o resultado. Fizemos um jogo de ida bom. Fomos melhores do que o América durante os 90 minutos e acreditamos que podemos vencer eles lá. Não tem nada perdido ainda, com um gol classificamos. Nossa equipe é qualificada o suficiente para que, com sabedoria e maturidade, suporte a forma de jogar deles, que devem entrar com a proposta de nos fazer errar ainda mais”, revela o jogador.

O conteúdo continua após o anúncio

Soma-se o contexto à possibilidade de a cidade ter duas equipes na primeira divisão de 2019, com o retorno do clássico “Tu-Tu”, entre Tupynambás e Tupi. As consequências do resultado histórico foram tema de conversas do elenco na semana. “Tudo isso passa pela minha cabeça, sim. Isso é falado desde o início, em que entramos desacreditados. Sabemos dessa chance de a cidade ter duas equipes na primeira divisão. Estamos trabalhando e descansando bem para que o acesso venha coroar nossa campanha que começou no final de janeiro”, conta Yan.

Para o duelo, o técnico Guiba não terá o volante Guilherme, que recebeu o terceiro cartão amarelo no último embate e cumpre suspensão automática. O Baeta deve começar a partida com Glaysson; Catatau, Adriano, Gustavo Japa (Vinicius) e Lucas Hipólito; Gustavo Crecci e Brayan; Yan, Filipinho e Richard; Ademilson.

LEIA MAIS:

Receba nossa
Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail



Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia