Tópicos em alta: eleições 2022 / coronavírus / vacina / polícia / obituário

Sem técnico regularizado, Baeta enfrenta União Luziense em Ubá neste domingo

Tupynambás sedia jogo no Estádio Afonso de Carvalho, já que Estádio Municipal foi alugado para a realização da Festa Country; treinador aguarda fim de outro vínculo


Por Davi Sampaio, estagiário sob a supervisão do editor Bruno Kaehler

14/05/2022 às 12h00

Depois da vitória por 2 a 1 contra o Ipatinga, na última quarta-feira (11), fora de casa, o Tupynambás duela com o União Luziense neste domingo (15), às 10h, no Estádio Affonso de Carvalho, pelo Módulo II do Campeonato Mineiro. Apesar de ter o mando de campo, a partida não será em Juiz de Fora, devido à realização da Festa Country neste final de semana no Estádio Municipal. O confronto irá ocorrer com portões fechados em Ubá, sem a possibilidade de presença de torcedores.

O Baeta iniciou a rodada na quarta colocação do Módulo II, com cinco pontos, três a menos que o líder Betim. Já o União Luziense tem a mesma pontuação, mas está em sétimo lugar por ter um saldo de gols inferior. De acordo com o lateral-direito do Baeta, Igor Pupinski, autor de um gol e assistente do outro na primeira vitória do Leão do Poço Rico no Estadual, na partida contra o Ipatinga, o resultado foi importante, mas agora é necessário pensar para frente.

“Esperamos fazer uma boa partida contra o União Luziense, valer o nosso mando de campo. Temos algumas coisas para melhorar, buscar nos adaptarmos mais ainda às ideais do professor Nilson, para que no domingo possamos sair com um resultado positivo”, opina Pupinski à Tribuna.

O conteúdo continua após o anúncio
Lateral Igor Pupinski marcou contra o Ipatinga e foi o autor de cobrança de falta que gerou o gol da vitória (Foto: Reprodução Instagram @pupinskii_97)

Técnico Nilson Côrrea fora

Apesar de ter anunciado o técnico Nilson Corrêa no último dia 7, o Tupynambás não será dirigido pelo treinador no jogo contra o Aymorés. Na partida contra o Ipatinga, na última terça-feira, o treinador também ficou de fora. Em nota, a assessoria do Baeta justificou. “Nilson Corrêa tem vínculo até o dia 15/05/2022 com o clube Potiguar. Conseguimos sua liberação para beira de campo, mas tem ocorrido erro na gestão web. A parte que era de competência do Tupynambás foi realizada e, agora, nos resta aguardar o desenrolar da situação. Assim, o time será comandado pelo auxiliar técnico, Wire Souza, no domingo. O clube informa que, a partir de segunda-feira, essa questão estará resolvida.”

Desfalques e provável escalação

Titular em todas as partidas até o momento no Baeta, o volante Eric Melo levou o terceiro cartão no Ipatingão e não enfrenta o Aymorés. Em contato à Tribuna, o chefe do departamento médico baeta, Marco Aurélio Saggioro del Papa, o Dezoito, informou que os meio-campistas Lucas Lucena e Patryck seguem fora por conta de lesões. Quem também não deve ter condições clínicas de atuar é o atacante Fabinho Alves, que realizou ressonância magnética na quinta-feira e aguardava um diagnóstico para confirmação de lesão sentida ainda no duelo de seu retorno, da última rodada. Também existe a dúvida se o atacante juiz-forano Reis será relacionado. Ele já iniciou trabalhos com bola após se recuperar de uma fratura na costela e tem evoluído para a volta aos gramados.

Com isso, o auxiliar Wire Souza pode escalar a equipe com Lucão; Igor Pupinski, Rayan, Felipe Alves e Wesley; Fábio Luiz, Vitor Carré e Marcellinho; Wellington Batista, Cleber Pereira (Lucas Lino) e Luan Henrique.

O meio-campista Marcellinho e o atacante Lucas Lino estão pendurados, com dois cartões amarelos cada. Caso sejam advertidos no jogo contra o Aymorés, desfalcam o Tupynambás na partida contra o atual líder do campeonato, Betim, no dia 21, na Arena Vera Cruz.

Tópicos: baeta / tupynambás

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade pelo seu conteúdo é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Desenvolvido por Grupo Emedia