Tópicos em alta: coronavírus / vacina / tribuna 40 anos / polícia / obituário

Juiz de Fora registra mais seis óbitos por Covid-19

Boletim de leitos apontou, até às 18h49 desta segunda, 153 internações simultâneas decorrentes do coronavírus


Por Carolina Leonel

13/09/2021 às 21h15- Atualizada 13/09/2021 às 23h03

Mais seis moradores do município foram a óbito devido à Covid-19, de acordo com boletim epidemiológico atualizado pela Prefeitura de Juiz de Fora (PJF), nesta segunda-feira (13). Com os novos dados, subiu para 1.955 o total de vidas perdidas na cidade para a doença.

Além disso, o informe também apontou mais 144 casos de coronavírus em relação à sexta-feira. Com isso, a cidade já tem registradas, desde o começo da pandemia, 44.539 confirmações de infecções por coronavírus.

Quanto às notificações de síndrome gripal, consideradas suspeitas para a doença, foram 379 novos registros no mesmo período. No total, Juiz de Fora já contabilizou 102.940 casos suspeitos.

Todos os dados do boletim epidemiológico (casos, óbitos e suspeitas) são referentes a moradores de Juiz de Fora. O balanço é disponibilizado pela Prefeitura de Juiz de Fora (PJF) no site covid19.pjf.mg.gov.br, criado para divulgar informações sobre o coronavírus.

Vacinação
Além dos dados epidemiológicos, o boletim também destacou que foram aplicadas 4.342 vacinas contra a Covid-19 nesta segunda, sendo 456 primeiras doses e 3.165 segundas doses, além de 716 doses de reforço e cinco doses únicas da Janssen. Ao todo, Juiz de Fora já aplicou 633.617 vacinas na população

O conteúdo continua após o anúncio

153 pessoas estão internadas com Covid-19 em JF

O boletim de leitos apontou, até às 18h49 desta segunda, 153 internações simultâneas decorrentes do coronavírus, 16 hospitalizações a menos do que as registradas neste domingo. Dos internados, 98 pacientes ocupavam leitos de enfermarias e 55 estavam em leitos de cuidados intensivos.

Conforme a PJF, o percentual de leitos UTI ocupados na cidade, somando equipamentos públicos e particulares, era de 65,86%. Em relação somente aos leitos UTI do SUS Covid, 31,43% dos equipamentos recebiam pacientes na noite desta segunda. Nas UTIs da rede privada, os dados apontam 81,42% da capacidade.

Já nas enfermarias, a ocupação do SUS, somente destinadas a casos de Covid, era de 38,27%. O percentual das unidades da rede privada não é divulgado pela Secretaria de Saúde.

Óbitos atualizados no boletim desta segunda-feira:

As comorbidades, além da idade, segundo as autoridades em saúde, são fatores de risco para que a Covid-19 se agrave. Conforme já esclareceu a Secretaria de Saúde, no boletim epidemiológico são divulgadas todas as doenças prévias da vítima, não somente as comorbidades associadas ao agravamento da Covid-19.

Masculino, 72 anos. Óbito em: 22/08/2021. Comorbidades: Doença pulmonar obstrutiva crônica, hipertensão arterial sistêmica
Feminino, 78 anos. Óbito em: 09/09/2021. Comorbidades: Doença cardiovascular crônica, hipertensão arterial sistêmica, Imunodepressão
Feminino, 69 anos. Óbito em: 10/09/2021. Comorbidades: Doença cardiovascular crônica, diabetes mellitus, doença neurológica crônica
Feminino, 61 anos. Óbito em: 11/09/2021. Comorbidades: Diabetes mellitus, hipertensão arterial sistêmica
Feminino, 67 anos. Óbito em: 11/09/2021. Comorbidades: Doença cardiovascular crônica, hipertensão arterial sistêmica, doença renal crônica
Masculino, 76 anos. Óbito em: 11/09/2021. Comorbidades: Diabetes mellitus, hipertensão arterial sistêmica, imunodepressão

Tópicos: coronavírus / vacina

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade pelo seu conteúdo é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Desenvolvido por Grupo Emedia