Tópicos em alta: coronavírus / vacina / tribuna 40 anos / polícia / obituário

Juiz de Fora permanece na faixa amarela, mas com alterações

Nova nota técnica, que já está em vigor, recebeu ajuste que permite o funcionamento de bares e restaurantes até 1h


Por Tribuna

13/09/2021 às 21h10

Nesta segunda-feira (13), a Prefeitura de Juiz de Fora (PJF) divulgou que a cidade permanece na faixa amarela do programa Juiz de Fora pela Vida. A nova nota técnica, que já está em vigor, recebeu ajuste que permite o funcionamento de bares e restaurantes até 1h. Anteriormente, o horário se restringia a 22h em domingos e feriados e meia-noite, de quarta-feira a sábado. O termo de ajuste será publicado no portal da PJF.

O secretário de Desenvolvimento Sustentável e Inclusivo, da Inovação e Competitividade (Sedic), Ignacio Delgado, afirmou que o Programa Juiz de Fora pela Vida “está sendo objeto de reavaliação, com o propósito de alcançarmos, de forma segura, a maior retomada possível de diversas atividades hoje ainda interditadas”. É a segunda semana consecutiva que a cidade permanece na faixa amarela.

O conteúdo continua após o anúncio

Aumento na ocupação em leitos de UTI adulto

A publicação classifica o município em “baixo risco”, acumulando quatro pontos na somatória dos fatores de risco. Em relação à última semana, a cidade teve um aumento apenas na taxa de ocupação de leitos UTI adulto, de 63% para 66%.

Já a taxa de ocupação de leitos clínicos teve ligeira redução, de 65% para 64%. A variação do número de casos confirmados de Covid-19 foi de 2% para -28%, apresentando redução, assim como a taxa de positividade para Covid-19, que diminuiu de 28% para 23%.

Já o indicador “Previsão de esgotamento de leitos de UTI” passou de 36 para 33 dias, e a “variação do número de óbitos por Covid” foi de -25% para -38%.

Tópicos: coronavírus / vacina

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade pelo seu conteúdo é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Desenvolvido por Grupo Emedia