Tópicos em alta: cartas a jf / sergio moro / dengue / polícia

Mulher morre após ser empurrada e apedrejada na Vila Alpina

Jovem de 17 anos, que foi apreendido, é suspeito de ter praticado o crime. Segundo o PM, motivação seria ligada a consumo de drogas

Por Marcos Araújo

10/01/2019 às 18h11

O corpo de uma mulher de 48 anos foi encontrado com diversas pedras ao redor em um estacionamento, na Rua Eurico Viana, na Vila Alpina, Zona Leste, na manhã desta quinta-feira (10). A vítima, identificada como Rosana da Silva Campos, teria sido empurrada de um barranco e depois apedrejada. Um adolescente, 17, foi apreendido em flagrante pela Polícia Militar suspeito de ter cometido o crime. De acordo com o Registro de Eventos de Defesa Social (Reds), o funcionário do estabelecimento acionou a PM após localizar o corpo já sem vida e apresentando uma ferida na testa. O trabalhador relatou que a mulher era conhecida no bairro e que morava em um cômodo cujo os fundos daria para um barranco que termina acima do pátio do estacionamento.

A equipe de policiais da 70ª Companhia deslocou-se até a residência da vítima a fim de colher informações. Vizinhos relataram que, durante a madrugada, por volta de 1h, viram o suspeito, que teria dito que tinha empurrado Rosana do barranco e que teria jogado pedras sobre ela. Ainda conforme o documento policial, as testemunhas disseram que, por várias vezes, presenciaram o adolescente agredindo a vítima na rua ao longo da semana. A PM constatou uma ocorrência, registrada na última terça-feira, na qual Rosana foi vítima de uma lesão corporal. Ela seria usuária de drogas e adquiria entorpecente do adolescente, mas não fazia o pagamento, o que teria ocasionado as agressões dele contra ela.

O conteúdo continua após o anúncio

A PM dirigiu-se à casa do suspeito, onde ele foi localizado. Junto com o adolescente os policiais apreenderam uma arma de fogo. Os militares visualizaram diversos cortes nos braços do rapaz. O infrator alegou que teria usado a lâmina de uma gilete para se mutilar. Ele negou receber atendimento médico e foi detido em flagrante e conduzido para a Delegacia de Santa Terezinha.

A avó do suspeito foi procurada pela equipe policial. A idosa, de 71 anos, relatou que morava junto com o neto, porém, teve de fugir de casa, pois era constantemente agredida por ele. Ela afirmou que o adolescente é muito agressivo e tinha envolvimento com o tráfico de drogas.

No boletim registrado no último dia 8, a vítima relatou que o adolescente, constantemente, oferecia drogas a ela e que, naquela data, diante da negativa dela de comprar a substância, ele desferiu socos e pontapés em sua cabeça, ocasionando uma lesão no olho esquerdo e escoriações na perna esquerda. Ela chegou a ser medicada no Hospital de Pronto Socorro (HPS), depois de ser encaminhada para a unidade pela PM. No domingo (6), a vítima também foi encontrada inconsciente caída no chão depois de ser agredida. O caso foi encaminhado para investigação da Polícia Civil.

Tópicos: polícia

Receba nossa
Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail



Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia