Tópicos em alta: delivery jf / coronavírus / chuva / blogs e colunas / obituário / polícia

Feijoada da Cris: Descubra os segredos para fazer a receita

Cristiane de Freitas Dias, a “rainha da feijoada completa”, ensina como preparar um dos pratos tradicionais do Brasil de forma prática

Por Isabele Barbosa, estagiária sob supervisão do editor Wendell Guiducci

08/01/2021 às 07h00

Feijoada da Cris: Descubra os segredos para fazer a receita
O Restaurante da Cris já funciona há 13 anos (Foto: Acervo Pessoal)

Natural de Juiz de Fora, Cristiane de Freitas Dias sempre cozinhou para amigos e parentes. E foi através do apoio deles que a cozinheira decidiu se empenhar no ramo e está há 14 anos preparando refeições mineiras, que a consagraram como a “Rainha da Feijoada Completa”. Após ficar desempregada, Cris obteve apoio financeiro de sua mãe e, com sua ajuda, conseguiu montar seu primeiro espaço alimentício. O local funcionava como lanchonete, bar e restaurante.

Depois de cinco anos trabalhando nesse espaço, Cristiane quase pensou em desistir do ramo. Mas, em 2012, surgiu uma oportunidade que a fez mudar de ideia. “Não tinha muito cliente, era pouco movimentado durante a semana. Eu vendia no máximo quatro pratos feitos. A comida era boa, mas eu não tinha clientes, até pensar em desistir em pensei, pois eu não tinha mais capital de giro e não conseguia crescer”, conta. “Quando eu estava decidida a vender o espaço, minha irmã conseguiu com um amigo para que eu começasse a fornecer marmitex para uma empresa. Um valor mais baixo, mas que me ajudaria a juntar um dinheiro para eu conseguir pagar minhas contas e juntar um pouquinho. Eram mais de 40 refeições por dia, de segunda a sexta-feira”, relembra.

Do início turbulento aos dias de glória, essa foi a trajetória da Cris – assim chamada carinhosamente pelos clientes -, que decidiu, em 2015, dar seguimento ao seu espaço. Mas somente como restaurante, conforme explicou a empresária. “Resolvi fazer uma obra para aumentar o local, e após muito esforço, coloquei até um carrinho de self-service, pois a demanda começou crescer”, explica. “Aí decidi mudar o nome do lugar, porque as pessoas se referiam como Restaurante da Cris, ninguém falava o nome Frangolanches. Assim que o aumento do restaurante foi concluído, começamos a fazer entregas na região”, ressalta Cris.

Novos hábitos

Com as mudanças no espaço, Cris passou a investir em marketing para o restaurante. Com a ajuda de seu noivo, Thiago Dias Tavares de Souza, o local passou a ter mais funcionários e outras inovações. “Montamos uma boa equipe de trabalho, meu noivo passou a me ajudar a coordenar e gerenciar o restaurante, pois eu já estava muito exausta e não tinha condições de trabalhar mais ‘sozinha’. Foi nesse momento que parei de cozinhar e contratei uma cozinheira e dois auxiliares para me ajudarem no serviço braçal”, lembra.

Para essa nova fase, Cris decidiu que era hora de adotar um prato que seria o carro-chefe do restaurante. Já eram nove anos de atuação e o momento de alavancar o interesse das pessoas. “Colocamos à frente a famosa feijoada completa. Esse prato e todos os outros eu aprendi com minha mãe, Nair, e com minha irmã mais velha, Cleonice. O segmento do meu restaurante hoje é somente comida caseira, as nossas refeições são à base de alho, cebola e sal. Não uso condimentos artificiais nenhum, por isso meus clientes dizem que é comida com gosto de comida de mãe”, afirma Cris.

Feijoada da Cris

Atualmente, já são 13 anos de tradição, e o Restaurante da Cris (no Instagram, @restaurantedacrisjf) segue realizando entregas das refeições em várias regiões da cidade. E, durante a quarentena, adotou definitivamente o delivery. “Expandimos ainda mais as áreas de entregas, para atender boa parte de nossos clientes. Nosso maior desafio é atender bem, por isso, estamos alinhando a equipe para fazermos a entrega mais rápida, em torno de 30 minutos”, conta.

O conteúdo continua após o anúncio

Por ser considerada a “Rainha da Feijoada Completa”, nada mais justo que ensinar aos leitores da Tribuna seu prato principal. Para o preparo, Cris deu algumas dicas: “Não é necessário colocar sal nos ingredientes, pois o sal da carne seca, do bacon e das linguiças são suficientes para temperar a feijoada. É importante lembrar que os ingredientes como pé, orelha e rabinho precisam ser sapecados no fogo e ferventados antes de cozinhar, para ficarem higienizados”.

Feijoada da Cris: Descubra os segredos para fazer a receita
(Foto: Acervo Pessoal)

Feijoada Completa da Cris

Por Cristiane de Freitas Dias

Ingredientes

1kg de pé, orelha e rabinho de porco
500g de charque ou carne seca dessalgada
150g de linguiça calabresa fininha
150g de calabresa defumada ou paio
200g de bacon defumado sem a gordura aparente
500g de lombo picado ou costelinha
Louro em folhas
Alho e cebola a gosto
1kg de feijão preto

Modo de preparo

Coloque o feijão na água fervendo e deixe por 5 minutos ou até a água ficar escura. Em seguida, retire o feijão, coloque para cozinhar em outra água na panela de pressão, junto com a carne seca cortada em cubos e deixe cozinhar por 20 minutos. Depois do pé, orelha e rabinho cortados e limpos, coloque na água escura que retirou o feijão e deixe cozinhar na pressão por 10 minutos. Em uma panela cozinhe o lombo picado. Assim que o lombo estiver macio e os ingredientes cozidos, na mesma panela que cozinhou o lombo, coloque todos os ingredientes cozidos, em seguida coloque as linguiças, o louro em folhas, alho frito, cebola a gosto e o bacon picados. Deixe todos os ingredientes cozinharem no fogo baixo por 35 a 40 minutos. Sirva com arroz branco, farofa e couve.

Leia também: Tartar de Atum: conheça um prato da cozinha mediterrânea



Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Desenvolvido por Grupo Emedia