Tópicos em alta: delivery jf / coronavírus / vacina / tribuna 40 anos / polícia / obituário

Alimentação: nutricionistas avaliam mudança de hábito na pandemia

PUBLIEDITORIAL

Júlia Francisquini e Maíra Barros, professoras do Unicsum, analisam aumento da produção de comida em casa, o que impacta a saúde da sociedade, e dão dicas para uma dieta simples e saudável


Por Unicsum

19/07/2021 às 07h00

profissionaisA pandemia mudou a realidade, incluindo a alimentação. Muitos passaram a preparar o próprio alimento, comendo menos fora de casa, optando por uma dieta mais saudável. Outros aumentaram o consumo de alimentos ultraprocessados, com mais açúcar e sal, em parte devido ao aumento do trabalho em home office, com menos tempo para o preparo das refeições. Essas situações impactaram a saúde, inclusive com relação a quadros de Covid-19. Júlia Francisquini, nutricionista, professora e coordenadora do curso de Nutrição do Unicsum, e Maíra Barros, nutricionista e professora do curso de Nutrição da mesma instituição, explicam o aumento da procura por nutricionistas na pandemia e descomplicam a alimentação saudável.

“Foi possível notar que a pandemia trouxe um momento de reflexão e busca pelo autoconhecimento, o que fez com que muitas pessoas refletissem sobre os seus hábitos de vida e alimentares, e passaram a buscar cada vez mais as formas para fazer boas escolhas”, relatam as professoras, como uma das explicações para o aumento na procura por nutricionistas.

alimentação“Ao produzir a própria refeição, a pessoa tende a refletir melhor sobre os produtos adquiridos”

Maíra Barros
Nutricionista e professora do curso de Nutrição do Unicsum

Júlia e Maíra destacam que “ao produzir a própria refeição, a pessoa tende a refletir melhor sobre os produtos adquiridos. Essa é uma das formas de educação em nutrição: explorar os tipos de alimento, seus benefícios e preparações, praticar a leitura de rótulos antes da compra e utilizar receitas com menos aditivos químicos. Preparar o próprio alimento em casa pode elevar o consumo de produtos naturais, reduzindo ultraprocessados, açúcar e sal, e prevenir, consequentemente, doenças crônicas não transmissíveis, como diabetes e obesidade”.

alimentação“A boa alimentação pode melhorar a imunidade, e a baixa imunidade pode ser uma porta de entrada para o vírus”

Júlia Francisquini
Nutricionista, professora e coordenadora do curso de Nutrição do Unicsum

A escolha por uma dieta saudável tem a ver também com os riscos da Covid-19. “Existe uma relação direta entre comer bem e os quadros da doença. A boa alimentação pode melhorar a imunidade, e a baixa imunidade pode ser uma porta de entrada para o vírus. Além disso, alguns estudos também fazem correlação entre a deficiência de algumas vitaminas, como a D, e o aumento da chance de desenvolver quadros mais graves de Covid-19.”

O risco das comidas rápidas

Por causa da rapidez e praticidade, percebe-se o aumento do consumo de comidas com produção rápida, muitas vezes ultraprocessadas, como biscoitos. As nutricionistas explicam que esses produtos, quando não ingeridos em quantidade adequada, podem levar ao ganho de peso acentuado. Outro fator intimamente ligado à saúde é a prática da atividade física. Por causa da pandemia, também percebe-se que cresceu o número de sedentários. Isso, de acordo com Júlia e Maíra, tem impacto negativo na vida da sociedade, uma vez que “há maior possibilidade de desenvolvimento de sobrepeso e/ou obesidade e, consequentemente, doenças crônicas, como hipertensão, diabetes, problemas cardíacos, além de transtornos psicológicos e alimentares”.

Nutricionistas são essenciais

O primeiro passo para uma mudança de hábito saudável é consultar um profissional de nutrição que, além de indicar os melhores alimentos, que encaixam na rotina, ajuda a fazer a reeducação alimentar. A dica das professoras é “procurar um profissional qualificado, atualizado e coerente em suas condutas para ajudar na melhora da alimentação. A rotina extremamente rígida não se aplica em um momento tão intenso pelo qual estamos vivendo. Busque sempre o equilíbrio. Com a pandemia, temos um tempinho a mais para nos dedicar a nós mesmos”.

Curso de Nutrição no Unicsum

Querer cuidar das pessoas e proporcionar melhor qualidade de vida é a missão dos profissionais da Nutrição, que se mostraram ainda mais essenciais na pandemia. O Unicsum prepara os alunos com foco no conhecimento, a partir de atividades teóricas e práticas, atreladas a ética e humanização. Tudo isso com base nos ensinamentos dos professores qualificados, atuantes na área e, claro, com amor à academia.

Leia também: Fisioterapeuta é indispensável no combate ao coronavírus

profissionaisUnidade São Mateus
Av. Presidente
Itamar Franco, 3170
Tel.: (32) 2104-9090

Instagram
@unicsum

Facebook
/unicsum

Site
unicsum.edu.br



Desenvolvido por Grupo Emedia