Tópicos em alta: coronavírus / vacina / tribuna 40 anos / polícia / obituário

UFJF oferece 1.064 vagas ociosas em cursos de graduação

Deste total, 798 são para o campus de JF; inscrições ocorrem entre 30 de setembro e 1º de outubro


Por Tribuna

20/09/2019 às 17h40

A UFJF divulgou a abertura de um edital para vagas ociosas, sendo o total de 1.064 distribuídas entre os campi, 798 em Juiz de Fora e 266 para Governador Valadares. As inscrições ocorrem entre 30 de setembro e 1º de outubro, e os interessados devem seguir as regras e orientações do edital , disponível no site da UFJF, no endereço www2.ufjf.br/ufjf.

O conteúdo continua após o anúncio

Os interessados podem se inscrever nas nove modalidades de ingresso, o que inclui: excedentes de processos seletivos públicos (Pism e Enem); reinscrição ao curso de origem; mudança entre campi; mudança de curso – no mesmo campus, ou no outro); transferência de instituição de ensino superior (IES) para curso de mesma nomenclatura; transferência de IES para curso de mesma área; ingresso para obtenção de outra graduação na mesma área e ingresso para obtenção de outra graduação.

A listagem completa com os cursos que têm vagas ociosas também pode ser conferida no site da instituição. Os interessados de todas as modalidades de ingresso, exceto os que são excedentes em concursos originários, devem se inscrever on-line, por meio da página do Coordenadoria de Assuntos e Registros Acadêmicos (Cdara). Os excedentes devem acompanhar os editais de reclassificação e as orientações também pela página do Cdara .

Tópicos: educação

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade pelo seu conteúdo é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Desenvolvido por Grupo Emedia