Tópicos em alta: sarampo / CPI dos ônibus / polícia / bolsonaro / reforma da previdência

Suspeitos de empurrar homem atropelado por ônibus são identificados

Depoimento ocorreu na tarde desta terça-feira; jovem de 18 anos responderá por homicídio culposo

Por Sandra Zanella (colaborou Vívia Lima)

11/06/2019 às 14h07- Atualizada 11/06/2019 às 19h47

Imagens de câmeras de estabelecimentos comerciais e do próprio ônibus urbano que atropelou e matou Carlos Alberto, de 44 anos, na noite do dia 25 de maio, ajudaram a Polícia Civil a identificar três suspeitos de participação em sua morte. Segundo o titular da Delegacia Especializada de Homicídios, Rodrigo Rolli, as gravações revelaram que um dos envolvidos, de 18 anos, discutiu com o pedestre antes de ele cair sobre o asfalto, entre a Rua Chácara e a Avenida Ibitiguaia, Bairro Santa Luzia, Zona Sul. Ele teria empurrado a vítima em direção ao ônibus e, por isso, será indiciado por homicídio culposo, quando não há intenção de matar. Outros dois rapazes que o acompanhavam, de 21 e 22 anos, foram enquadrados como testemunhas. A polícia ainda busca informações sobre uma mulher que estava no ônibus e, após o atropelamento, passa a seguir os envolvidos. O depoimento do trio aconteceu na tarde desta terça-feira (11), na delegacia de Santa Terezinha.

 

O conteúdo continua após o anúncio
Três suspeitos foram acompanhados por uma mulher que desceu do coletivo (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

De acordo com o delegado, durante os depoimentos, o trio informou que estava em um bar, no Bairro Santa Luzia, quando resolveu seguir para o Bairro Alto dos Passos, também na região Sul. No trajeto, o rapaz de 18 anos, que estava distante dos demais, contou que foi abordado pela vítima, que aparentava estar sob efeito de álcool ou drogas. “Ele contou que Carlos Alberto então deu um pulo e gritou ‘perdeu, perdeu’, dando a entender que iria furtar o celular do rapaz, que falava ao telefone. O suspeito o empurrou pela primeira vez e a vítima se afastou dando a entender que iria embora. Os outros dois jovens estavam a uma distância de cinco metros do rapaz mais novo, quando, novamente, a vítima retornou e se aproximou do jovem fazendo novas ameaças. Tentando se desvencilhar de Carlos Alberto, ele acabou por empurrá-lo e o homem caiu na pista de rolamento sendo atropelado e morto pelo ônibus, com traumatismo cranioencefálico”, disse Rolli.

Os rapazes envolvidos no crime são moradores da região do Bairro Santa Luzia, enquanto a vítima morava no Mundo Novo, também na Zona Sul. O ônibus envolvido no caso é da linha 113 (Vila Montanhesa/Jardim Gaúcho). Segundo o boletim de ocorrência registrado pela Polícia Militar, o motorista, 40, contou que trafegava pela Rua Chácara e tentou desviar da vítima, mas “sentiu um movimento no ônibus como se passasse em um quebra-molas”. Em seguida, foi avisado por populares sobre o atropelamento. O condutor avaliou ter sido tudo “muito rápido”.

O inquérito será finalizado e remetido à Justiça, no máximo, até o início da próxima semana.

Receba nossa
Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail



Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia