Tópicos em alta: coronavírus / vacina / tribuna 40 anos / polícia / obituário

Aprenda a fazer croque monsieur, sanduíche francês

Melissa Rocha e Raphaela Rodrigues, subchefes do Assunta, ensinam a fazer croque monsieur, sanduíche finalizado com molho branco


Por Cecília Itaborahy, sob supervisão de Wendell Guiducci

14/01/2022 às 07h00- Atualizada 14/01/2022 às 10h25

croque monsieur
(foto: Fernando Priamo)

Por que fazer um misto-quente se pode fazer um croque monsieur? Os dois são basicamente a mesma coisa, o que geralmente muda é o charme do nome e a quantidade de queijo que se coloca. O croque monsieur, por diferença, é regado por um molho branco que, depois de ir ao forno, deixa o pão gratinado. É um clássico francês (apesar de dizerem que ele não veio de lá) que sofreu algumas alterações com o tempo e foi recebendo novos ingredientes a depender do país e de quem faz.

O Assunta tem uma gastronomia clássica, que passa pela culinária de vários países, incluindo técnicas, ingredientes e apresentações. Ainda no ano passado, eles lançaram a Panetteria, que abre o restaurante à possibilidade do café da tarde. Seguindo a linha do almoço e da noite, o cardápio perpassa pelos clássicos do mundo, incluindo o croque monsieur.

Ter uma cozinha diversificada e que apresenta outros mundos ao cozinheiro é uma das explicações dada por Juliana Morais, sócia do Assunta, de o restaurante ser, em Juiz de Fora, uma escola para vários chefs. “Se você faz o clássico, faz, basicamente, qualquer coisa. A gente faz todos os processos, por isso acaba sendo uma escola mesmo. Além do rojão que é aguentar os picos que a gente tem.”

O sanduíche do Assunta parece mesmo com o tradicional. Ele é montado como se fosse uma lasanha, mas, ao invés da massa, leva pão de forma sem casca. No lugar do molho bechamel, Melissa Rocha e Raphaela Rodrigues, subchefes da cozinha, usam o molho à la crema. Elas explicam que ele é melhor porque fica com menos gosto de queijo, como, geralmente, o molho branco fica. O queijo usado no caso é o grana, mas ele pode ser substituído por qualquer outro. Outra sugestão é para o pão ficar tostado: antes de montar, elas aconselham tostá-lo na manteiga em uma frigideira.

Mesmo com essa adaptação, o croque monsieur continua sendo pesado, já que são usadas três fatias de pães. Por causa disso, elas sugerem que o acompanhamento seja, no máximo, alguma bebida. Ele é feito para o café da tarde, mas, de acordo com elas, vai muito bem com um vinho branco ou um espumante. Para as crianças, ou quem prefere não consumir bebida alcóolica, pode ser um suco de laranja, que quebra a gordura com a acidez. Como elas disseram, quem gosta de café toma com tudo. Mas o indicado são bebidas mais refrescantes, para que a experiência seja à altura do internacional croque monsieur.

O conteúdo continua após o anúncio
Melissa Rocha e Raphaela Rodrigues, subchefes do Assunta (foto: Fernando Priamo)

Croque Monsieur

Por Melissa Rocha e Raphaela Rodrigues

Ingredientes para o molho à la crema
50g queijo grana
300ml de creme de leite fresco
Sal e pimenta a gosto

Modo de preparo
Em uma frigideira, em fogo baixo, coloque o queijo e o creme de leite. Mexa até reduzir. Finalize com sal e pimenta a gosto.

Ingredientes para a montagem
3 fatias de pão de forma sem casca
3 fatias de mussarela
3 fatias de presunto
Pedaços de queijo grana
Molho à la crema

Montagem
Em uma forma, coloque o pão tostado, uma colher do molho, mussarela e presunto. Coloque outra fatia do pão e repita a ordem. Finalize com mais molho à la crema e pedaços de queijo grana. Coloque para gratinar em fogo pré-aquecido.

Leia também: Na vila: novas possibilidades para o café

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade pelo seu conteúdo é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Desenvolvido por Grupo Emedia