Tópicos em alta: delivery jf / coronavírus / vacina / tribuna 40 anos / polícia / obituário

Ione Barbosa anuncia neutralidade no segundo turno

Após se reunir com Margarida e Wilson, candidata que ficou em 3º na disputa opta por não apoiar ninguém


Por Leticya Bernadete

20/11/2020 às 10h38- Atualizada 20/11/2020 às 12h38

Ione
Ione decidiu que não apoiará nem Margarida, nem Wilson (Foto: Leticya Bernadete)

Após se reunir, nesta semana, com Margarida Salomão (PT) e Wilson Rezato (PSB), candidatos que seguem na corrida eleitoral pela Prefeitura de Juiz de Fora, Ione Barbosa (Republicanos) decidiu se manter neutra no segundo turno. O anúncio foi dado em coletiva de imprensa na manhã desta sexta-feira (20). Ione foi a terceira candidata mais votada na disputa pela PJF, com 56.699 votos, ficando por pouco fora do segundo turno.

Desde os resultados das eleições no domingo (15), a delegada teve compromissos ao longo da semana para decidir sua posição para a próxima fase. Além de ouvir Margarida e Wilson, Ione também esteve com seu grupo de campanha e com o partido político para tratar sobre a decisão. Entretanto, mesmo após as discussões, a candidata optou por não apoiar nenhuma das candidaturas. Conforme foi informado pela candidata, a escolha partiu de um posicionamento que manteve durante sua campanha eleitoral, de “independência crítica”.

“O meu projeto é diferente dos dois. Portanto, nós resolvemos ter esse posicionamento coerente com minha campanha inteira, que foi de independência e autonomia”, justifica. “Estou muito honrada por esses votos que acreditaram no nosso projeto. Que esse eleitorado possa, também – como eles tiveram a independência crítica de nos apoiar, prestar o seu voto e ter a confiança de que a gente poderia ser a candidata que teria as melhores propostas – ter essa independência crítica.”

Apesar da neutralidade, Ione reforça que torce para que, independente de quem vença as eleições municipais, essa pessoa “seja a melhor para a nossa cidade”. “Se esse é o objetivo, eu estou junto. Continuarei lutando bravamente para uma cidade melhor, seja quem for que vencer.”

O conteúdo continua após o anúncio

Reunião com candidatos

Durante a coletiva de imprensa, Ione Barbosa também passou alguns detalhes das reuniões que teve nesta semana com Margarida Salomão e Wilson Rezato. De acordo com a candidata, houve diversas discussões sobre a cidade, entretanto, a mesma destacou a necessidade de criação de uma Secretaria de Políticas para Mulheres na próxima administração municipal. “Esse foi um pedido que fiz a ambos: para olhar, para acolher, para realmente realizar políticas públicas para as mulheres de Juiz de Fora”, conta.

Próximos passos de Ione

Questionada se pretende continuar tentando uma carreira política, Ione informou que, a princípio, irá se dedicar à família e retomar a atuação na delegacia da Polícia Civil. De acordo com a candidata, como as discussões desta última semana voltaram-se para possíveis apoios para o segundo turno, os próximos passos dentro da política serão debatidos em um segundo momento.

“Eu preciso estar com minha família agora. Com ela, vou decidir qual vai ser minha trajetória política. Digo política partidária, que sempre foi uma segunda opção. Mas política do bem, eu garanto para a população de Juiz de Fora, para os meus eleitores, que vou continuar lutando pela nossa cidade.” 

Partido libera militância

Em nota divulgada na manhã desta sexta, o deputado federal Lafayette Andrada, líder do Republicanos, informou que, após reunião com os dirigentes partidários de Juiz de Fora e com Ione Barbosa, o partido decidiu liberar a militância para o segundo turno das eleições na cidade. No texto, o parlamentar também lamentou o fato de a candidata ficar fora da próxima etapa, entretanto, “independente do resultado, como deputado federal continuará trabalhando por Juiz de Fora e região”.

Tópicos: eleições 2020

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Desenvolvido por Grupo Emedia