Tópicos em alta: delivery jf / coronavírus / vacina / chuva / polícia / obituário

TJD não julga pedido de anulação de rebaixamento do Tupynambás

Seis dos nove auditores consideraram que a demanda deve esperar o fim do Estadual; Baeta pode ir ao STJD

Por Tribuna

29/07/2020 às 13h25- Atualizada 29/07/2020 às 14h39

O Tribunal de Justiça Desportiva de Minas Gerais (TJD-MG) não reconheceu as ações do Tupynambás e do Villa Nova em julgamento na noite desta terça-feira (28), feito por videoconferência. Os clubes buscavam a anulação do rebaixamento do Campeonato Mineiro em 2020. Três dos nove auditores votaram pela improcedência do pedido, mantendo o resultado de campo, enquanto os outros seis consideraram que a demanda não pode ser julgada antes do término do Estadual.

“Teria que ter uma nova demanda porque o campeonato ainda não terminou”, completa o advogado do Baeta e do Villa nas ações, Alexandre José Costa Franco, que irá estudar qual medida adotar. “Agora vamos aguardar para ver o que faremos juridicamente, se vamos levar a decisão para o STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) ou se iremos aguardar o fim do campeonato para uma nova demanda”, explica.

O conteúdo continua após o anúncio

No último dia 14, o TJD já havia rejeitado as liminares dos dois clubes do interior do estado que buscavam tanto o cancelamento da queda quanto do retorno do Campeonato Mineiro.

Enquanto o Baeta já está matematicamente rebaixado para o Módulo II de 2021, mas cumpre tabela em partida contra o Boa Esporte nesta quarta, às 21h30, no Estádio Melão, em Varginha, o Villa Nova tem confronto direto contra o Coimbra no mesmo horário, em casa, com a necessidade de uma vitória para seguir na elite estadual.



Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Desenvolvido por Grupo Emedia