Ministério Público multa Tupi em R$ 25 mil

Ingressos para torcida do Fortaleza, nas quartas de final da Série C do ano passado, foram vendidos a R$ 100, bem acima do cobrado aos torcedores carijós

Por Tribuna

16/04/2018 às 21h17

Fortaleza eliminou o Tupi e conquistou o acesso à Série B do Brasileiro na última temporada (Foto: JL Rosa/Diário do Nordeste)

Na última sexta (13), o Ministério Público do Estado de Minas Gerais (MPMG) multou o Tupi em cerca de R$ 25 mil por por vender ingressos por preços diferenciados aos torcedores do Fortaleza (CE) na disputa do duelo em Juiz de Fora pelas quartas de final da Série C da temporada passada. De acordo com o MPMG, o clube vendeu bilhetes aos carijós por R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia), enquanto cobrou R$ 100 (inteira) e R$ 50 (meia) aos tricolores, ação que descumpre o Regulamento Geral de Competições da CBF, o Estatuto do Torcedor, além do Código de Defesa do Consumidor.

O conteúdo continua após o anúncio

Na semana que antecedeu a partida, em setembro de 2017, o Galo divulgou a comercialização antecipada de ingressos a R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia), com aumento para R$ 30 e R$ 15, respectivamente, no dia do confronto. Havia também previsão de venda a R$ 50 ao setor visitante. Ainda de acordo com o MPMG, a Promotoria de Justiça de Defesa do Consumidor de Juiz de Fora teria expedido uma recomendação ao clube para não diferenciar os valores. À Tribuna, o diretor de Finanças do Tupi, Jarbas Raphael Cruz, afirmou ainda não ter conhecimento da decisão e que só tomaria posicionamento apenas após a ciência do fato. O Tupi terá dez dias para recorrer após ser notificado.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia