Tópicos em alta: dengue / polícia / fé na estrada / reforma da previdência / bolsonaro

Surian lamenta erros e gols similares, pelo flanco direito, contra o Cruzeiro

Técnico vê falhas individuais de marcação pelo lado direito da defesa, mas projeta soma de 10 a 11 pontos para escapar do rebaixamento

Por Bruno Kaehler

11/02/2019 às 20h07- Atualizada 11/02/2019 às 20h13

Se a derrota para o Cruzeiro no Mineirão é um resultado comum aos times do interior do estado, o que chamou a atenção na derrota do Tupynambás para a Raposa por 3 a 0 no domingo (10), pela sexta rodada do Campeonato Mineiro, foi a forma semelhante de construção dos tentos azuis. Curiosamente, todas as tramas que resultaram em gols surgiram do lado direito de defesa juiz-forana. O fato foi lamentado pelo treinador do Leão, Felipe Surian.

“Tentamos ao máximo fazer uma compactação para não levar os gols, mas infelizmente com alguns erros individuais de marcação sofremos os gols, principalmente no primeiro tempo, quando havíamos equilibrado a partida. Tomamos uma bola infiltrada nas costas do lateral, e, curiosamente, o segundo gol também foi em uma bola de linha de fundo quase desenhada na mesma situação. Tentamos mudar no segundo tempo, buscar força ofensiva, mas sem êxito”, comentou.

O conteúdo continua após o anúncio

Na semana que antecedeu o jogo, Surian testou o zagueiro e lateral Marcelinho do lado direito, assim como o volante Gustavo Crecci. A estreia de Marcelinho não foi possível, no entanto, por um incômodo muscular do atleta. Com isso, Crecci atuou no setor mais explorado pelos cruzeirenses.

Gustavo Crecci disputa bola pela direita com Marquinhos Gabriel (Patrocínio Photo Studio/Tupynambás FC)

Após a derrota, o Baeta volta a ter semana de treinos e na próxima segunda-feira (17), às 19h, encara a URT no Zama Maciel em busca do primeiro objetivo do time. “Com mais tempo vamos conseguir recuperar fisicamente e seguir fortes para buscar pontos contra as equipes do interior. Conseguimos em Nova Lima e em Patrocínio. Temos procurado fazer o quanto antes os 10, 11 pontos para fugir da zona perigosa, o Z2, que é do descenso”, lembra Surian. O Leão do Poço Rico é o sexto colocado do Estadual, com 8 pontos somados.

Receba nossa
Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail



Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia