Tópicos em alta: delivery jf / coronavírus / chuva / blogs e colunas / obituário / polícia

Feriado provoca segundo recesso na Copa PJF Bahamas

Competição tem pausa após sete rodadas e será retomada no próximo final de semana

Por Juliana Netto

10/10/2019 às 17h33

A bola não irá rolar no próximo fim de semana pela Copa Prefeitura Bahamas de Futebol Amador. O feriado de Nossa Senhora Aparecida, neste sábado (12), provocou o segundo recesso na competição regional. Foram muitos os pedidos das equipes para a coordenação, segundo os organizadores. Somado ao feriado de sábado, na terça-feira (15) será feriado escolar e muitas escolas também irão dar recesso na segunda-feira. O bom senso e o calendário ajustado levaram a coordenação à não marcação de jogos.

O conteúdo continua após o anúncio

Em sete rodadas, 330 partidas foram realizadas, com 861 gols marcados, uma média de 2,6 por enfrentamento. Restam apenas 139 tentos para atingir a marca de mil nesta temporada. Das 246 equipes que se habilitaram para a disputa da Copa, 106 ainda estão no campeonato. São 42 na base, oito no feminino, oito na Zona Rural e 48 nas demais categorias. A média geral de cartões amarelos é pouco superior a de 4 por jogo. Já os cartões vermelhos não passam de 0,5 por partida. As categorias mais disciplinadas até agora são a dente de leite e supermaster. A incidência de casos graves nesta edição está abaixo do ano passado.

Artilharia
Dos 861 gols marcados, o maior artilheiro vem da categoria de base. Matheus Henrique de Mello e Silva, da categoria juvenil do Tupi, já balançou as redes seis vezes. Outro destaque também vem da base. Pela primeira vez em 27 anos de Copa, ocorreu um gol de uma menina em uma categoria masculina, a mirim. Bruna Iasmim da Silva Martins, da Escola Furacão, do Bairro Ipiranga, foi a autora do feito inédito em partida contra o Bonsucesso, empate em 3 a 3.



Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Desenvolvido por Grupo Emedia