Tópicos em alta: polícia / chuva

JF Vôlei perde na despedida de sua torcida

Já rebaixada, equipe apresentou desempenho oscilante na derrota por 3 sets a 1 para o Lebes/Canoas; último jogo será sábado, contra o Corinthians/Guarulhos

Por Júlio Black

10/03/2018 às 21h59

 

Foto: Fernando Priamo

A equipe JF Vôlei despediu-se de sua torcida com mais uma derrota na Superliga masculina. Já matematicamente rebaixados para a Superliga B na próxima temporada, os juiz-foranos perderam para o Lebes/Canoas por 3 sets a 1 (25/27, 18/25, 25/19 e 20/25) em partida disputada na noite deste sábado (10) no Ginásio da UFJF. Com o resultado, o JF Vôlei manteve-se na penúltima colocação, com 8 pontos, um a mais que o lanterna Copel/Telecom/Maringá, e fará sua despedida da competição no próximo sábado (17), fora de casa, quando enfrenta o Corinthians/Guarulhos.

Apesar do rebaixamento ter sido sacramentado ainda durante a semana com a vitória do Montes Claros sobre o Sesc-RJ, um número razoável de torcedores buscou incentivar o JF Vôlei, que pecou mais uma vez em não manter o mesmo nível de jogo durante toda a partida, desperdiçando chances de fechar os sets. Foi o que aconteceu logo no primeiro set, quando os mineiros chegaram a abrir uma diferença de cinco pontos (12 a 7) e, mesmo deixando os adversários virarem o marcador em certo momento, tiveram a chance de fechar a primeira parcial quando venciam por 24 a 23. Só que os gaúchos souberam aproveitar as falhas dos anfitriões para fecharem o set em 27 a 25, após 32 minutos de disputa.

Abatidos pelo resultado adverso, o JF Vôlei ainda equilibrou o jogo durante boa parte do segundo set, mas uma série de erros, entre eles no saque e o mal aproveitamento do ataque, permitiu ao Lebes/Canoas abrir até seis pontos de diferença (22 a 16) e fechar a parcial com tranquilos 25 a 18 em 26 minutos. Os donos da casa, porém, aproveitaram o relaxamento adversário para impor seu ritmo e abrir 10 a 4 no terceiro set. Os gaúchos chegaram a esboçar reação, mas o JF Vôlei precisou de 26 minutos para fechar a parcial em 25 a 19.

O conteúdo continua após o anúncio

No quarto set, a questão era saber se os mineiros conseguiriam se superar ou, mais uma vez, deixariam a vitória escapar. Infelizmente o que se viu foi o resultado de partidas anteriores, em que a equipe lutou muito, tentou superar a inferioridade técnica diante de adversários mais fortes, mas voltou a pecar nos detalhes decisivos. Depois de equilibrar o marcador a maior parte do tempo, o JF Vôlei passou a errar muito no final do set, deixando os visitantes abrirem quatro pontos (22 a 18) antes de fecharem o set em 25 a 20, após 28 minutos, decretando a décima derrota do JF Vôlei em 11 jogos como mandante.

Foto: Fernando Priamo

Após a partida, o técnico do JF Vôlei, Henrique Furtado, destacou o empenho de seus jogadores, que mantiveram o mesmo espírito de luta, apesar do já anunciado rebaixamento, lamentando que a despedida da torcida tenha sido com uma nova derrota. “O time lutou muito, fez o melhor que pôde. Tenho muito orgulho desses jogadores, que se entregaram, se esforçaram. Infelizmente não tivemos os resultados positivos, mas falei após a partida para seguirem de cabeça erguida para o próximo jogo.”

Para o ponteiro Leozinho, um dos problemas da equipe na partida deste sábado foi a apatia com que começaram o jogo. “Eu e o time começamos muito apáticos, e isso não pode. Você pode até não jogar o seu melhor vôlei, mas tem que vibrar”, pontuou. “A gente sente muito por essa derrota, mas vamos continuar trabalhando duro para a última partida. Foi um campeonato muito difícil, em que lutamos e nos dedicamos muito. Foi a primeira Superliga de muitos jogadores, e, por isso, evoluímos bastante durante a competição. Saio de cabeça erguida, sabendo que dei o meu melhor.”

Além de poder ajudar a encerrar a participação na Superliga de forma digna, uma vitória sobre o Corinthians/Guarulhos na próxima semana ajudará a alimentar uma fagulha de esperança de permanecer na elite do vôlei masculino. Caso uma das dez primeiras equipes abra mão de participar da próxima edição do campeonato, a vaga é oferecida para o penúltimo colocado na tabela – no caso, hoje, o JF Vôlei. O triunfo sobre os paulistas pode confirmar os mineiros à frente do lanterna Copel/Telecom/Maringá, que encara em casa o Vôlei Renata.

Receba nossa
Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail



Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia