Tópicos em alta: cartas a jf / sergio moro / dengue / polícia

A 12 dias da estreia, Tupi perde dois meias

Além do argentino Gonzalo Ritacco, Galo não deve contar também no início do Mineiro com o meia Hugo, lesionado

Por Bruno Kaehler

08/01/2019 às 17h48- Atualizada 22/01/2019 às 11h23

O Campeonato Mineiro tem largada apenas no dia 20 para o Tupi, mas o Alvinegro de Santa Terezinha já acumula dificuldades inesperadas em campo. A falta de acordo com o meia argentino Gonzalo Ritacco preocupa ainda mais a comissão técnica carijó por temer que o outro jogador da função, Hugo, não possa atuar pelo Galo no Estadual.

Isto porque, de acordo com o diretor de futebol carijó, Nicanor Pires, o atleta sofreu lesão no jogo-treino contra o Volta Redonda e está internado na Santa Casa desde o último sábado (5), data do confronto. “Não noticiamos ainda porque estamos esperando uma definição mais segura do que será feito. O Hugo teve diagnosticado um edema na coxa esquerda e uma lesão no músculo quadríceps. Mas os médicos ainda aguardam a diminuição do edema para definir o procedimento”, explica Nicanor.

O conteúdo continua após o anúncio
Hugo (em primeiro plano) deve desfalcar o Galo pelo menos no início do Campeonato Mineiro (Foto: Junior Ayupe / Tupi FC)

Logo, ainda não há como projetar um tempo de recuperação ao atleta. Contudo, a ausência do meia é nas primeiras rodadas do Estadual é dada como muito provável. Diante do problema médico e do término da relação com Ritacco, Nicanor e o técnico do Galo, Aílton Ferraz, consideraram uma reposição.

“Tivemos uma conversa, mas inicialmente decidimos não buscar. Iremos ver como respondem as peças que temos. Tem o Vitinho (Paulo Vitor), o (Leandro) Brasília, jogadores que podem fazer essa função”, explica o diretor.

Tópicos: campeonato mineiro / tupi

Receba nossa
Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail



Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia