Tópicos em alta: coronavírus / vacina / tribuna 40 anos / polícia / obituário

Juiz-forana é a primeira mulher a concluir travessia de 42km na Ilha da Madeira

Mayra Santos, 40 anos, encarou 12 horas e 5 minutos em alto-mar nesta quarta-feira


Por Bruno Kaehler

04/09/2019 às 20h14- Atualizada 04/09/2019 às 20h26

Juiz-forana tornou feito inédito na história da competição portuguesa (Foto: Clube Naval do Funchal)

Na tarde desta quarta-feira (4), na llha da Madeira, a juiz-forana Mayra Santos concluiu, em águas abertas, a Madeira Island Ultra Swim (Ultramaratona Aquática da Ilha da Madeira), uma das mais longas provas do mundo em alto-mar. A atleta de 40 anos nadou, ao todo, 42 quilômetros em 12 horas e 5 minutos, com saída na portuguesa Ilha do Porto Santo, na altura do Ilhéu da Cal, e chegada na Ponta de São Lourenço, na Ilha da Madeira.

LEIA MAIS:

O feito de Mayra, iniciado às 7h10 do horário português (3h10 de Brasília) e finalizado por volta das 19h15 (15h15 de Brasília) é inédito no evento. Ela foi a primeira mulher da história a completar este percurso, que celebra, nesta temporada, os 600 anos do Descobrimento do Arquipélago da Madeira.

A atleta juiz-forana, que iniciou a natação ainda na época em que era aluna do Instituto Metodista Granbery, aos 11 anos de idade, é radicada na Ilha da Madeira e defende o Clube Naval do Funchal. No mês passado, ela já havia sido a oitava melhor nadadora na disputa da 18ª edição da Fina World Master Champions – Gwangju 2019, campeonato internacional de águas abertas realizado na Coreia do Sul, pela faixa etária de 40 a 44 anos no naipe feminino.

O conteúdo continua após o anúncio

Mayra ainda registra outros expressivos resultados em águas abertas em participações de eventos de todo o planeta. Em outubro de 2017, por exemplo, durante a disputa da Travessia Internacional Mar de las Calmas, nas Ilhas Canárias, na Espanha, ela finalizou sua performance com a segunda colocação geral feminina do evento após 18 quilômetros de natação.

 

Chegada da Mayra Santos!!!!!

Publicado por Clube Naval do Funchal em Quarta-feira, 4 de setembro de 2019

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade pelo seu conteúdo é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Desenvolvido por Grupo Emedia