Tópicos em alta: delivery jf / coronavírus / vacina / tribuna 40 anos / polícia / obituário

SES defende que quantidade de testes disponíveis em MG é suficiente

Secretário adjunto de Estado de Saúde, Marcelo Cabral, ressaltou que há limitações financeiras como entraves para maior testagem


Por Tribuna

29/05/2020 às 15h27

Em entrevista coletiva à imprensa nesta sexta-feira (29), o secretário adjunto de Estado de Saúde, Marcelo Cabral, afirmou que a quantidade de testes para detecção do coronavírus realizados atualmente pelo Governo de Minas Gerais é suficiente, tendo em conta as limitações financeiras do poder público. Entretanto, o secretário voltou a admitir a possibilidade de mudanças na fórmula de enfrentamento da pandemia caso o cenário seja agravado no estado.

Segundo a Secretaria de Estado de Saúde (SES/MG), Minas Gerais recebeu, recentemente, 160 mil insumos para testagem, mas testou cerca de 20 mil pessoas até o momento. A cautela na distribuição dos testes levanta críticas, mas, na interpretação da pasta estadual, ainda não é o momento de testagem em massa na população mineira, uma vez que a proliferação da doença não está em estágio avançado, conforme a pasta.

O conteúdo continua após o anúncio

Conforme explicado por Marcelo Cabral, os 160 mil itens não possibilitam testar a mesma quantidade de pessoas, uma vez que o equipamento recebido do Governo federal é mitigado na montagem de kits de testagem. “O número absoluto (de testes) não quer dizer o número de pessoas testadas. São itens que compõem um kit de testes, com reagentes, swabs… Quando se fala em 160 mil, não quer dizer que 160 mil pessoas serão testadas. São 160 mil itens que compõem um kit de testes”, explicou.

O secretário voltou a classificar a testagem como apenas um dos modos de diagnosticar o avanço do vírus em território mineiro, sendo que outros dados coletados pela SES devem ser levados em consideração. “Nós temos dados estatísticos, monitoramos as curvas, temos profissionais da saúde envolvidos nesses dados”, enumera Cabral. Ele pondera: “Caso necessitemos fazer alguma mudança para melhor enfrentamento, nós vamos fazer. Mas, para nós, esses dados têm sido suficientes para o enfrentamento”, completou.

Até o momento, conforme dados da SES, Minas Gerais teve 9.232 pessoas infectadas pelo coronavírus. Dessas, 4.642 seguem em acompanhamento, domiciliar ou  em hospitais. Outras 4.333 já são considerados recuperadas, e 257 pessoas morreram.

Tópicos: coronavírus

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Desenvolvido por Grupo Emedia