Tópicos em alta: eleições 2022 / coronavírus / vacina / polícia / obituário

Casa no Retiro é atingida por tiros e coquetel molotov

Portão pegou fogo; suspeita é de retaliação de pessoas ligadas ao tráfico de drogas


Por Tribuna

24/01/2022 às 14h09

Uma casa do Bairro Retiro, Zona Sudeste de Juiz de Fora, foi alvo de um ataque criminoso na madrugada desta segunda-feira (24). De acordo com informações do boletim de ocorrência registrado pela Polícia Militar, a residência situada na Rua Doutor Saulo Vilela teve o portão alvejado por nove tiros de pistola calibre 380 e pegou fogo, supostamente pelo lançamento da mistura inflamável conhecida como coquetel molotov. Sete garrafas de vidro com o líquido foram apreendidas no local, além de um vidro de álcool e 12 cartuchos 380 que estavam caídos ao solo. Ninguém ficou ferido.

O conteúdo continua após o anúncio

A moradora de 74 anos e o filho dela, 37, relataram aos policiais que ouviram os disparos por volta das 2h. Ao verificarem do lado de fora, avistaram um carro deixando o local, e o portão pegando fogo. As chamas foram combatidas pelo homem. As vítimas informaram aos policias que não têm desentendimentos e citaram que, há pouco tempo, suspeitos de tráfico de drogas teriam sido presos próximo à casa dela, mas que não teria qualquer envolvimento ou relação com as prisões.

Um vizinho também teve seu portão atingido por três tiros, e seu carro, estacionado em frente, por outros três. A PM foi acionada e realizou rastreamento, mas ninguém foi preso. O caso seguiu para investigação na Polícia Civil.

Tópicos: polícia

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade pelo seu conteúdo é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Desenvolvido por Grupo Emedia