Tópicos em alta: delivery jf / coronavírus / vacina / tribuna 40 anos / polícia / obituário

Iniciada intervenções para a reforma da Regional Leste

Com a execução da obra, serviços de pediatria, distribuição de medicamentos e realização de curativos serão transferidos


Por Carolina Leonel

18/11/2019 às 20h09

Prefeito Antônio Almas percorre as dependências da Regional Leste, que foi inaugurada em 1996 (Foto: Fernando Priamo)

Teve início, nesta segunda-feira (18), as primeiras intervenções para a reforma na Unidade de Urgência Regional Leste, no Bairro Costa Carvalho. Com a restauração, os serviços de pediatria, dispensação de medicamentos e procedimentos para a realização de curativos, feitos no local, foram transferidos para outras unidades. As obras na Regional pretendem melhorar a infraestrutura do prédio e ampliar a capacidade de atendimento em setores da unidade, com melhor adequação às normas de Vigilância Sanitária e Segurança. Além disso, em coletiva de imprensa, também nesta segunda, para anunciar o início da execução das intervenções, o prefeito Antônio Almas (PSDB) destacou que, após a restauração, o acolhimento aos pacientes da área de pediatria será feito em melhores condições. Também participaram da reunião o secretário de Saúde Márcio Itaboray e a gerente da Regional Leste, Luanda Piubello.

“Com a nova Regional Leste, poderemos ter um acolhimento além da população adulta. Teremos um melhor atendimento infantil, em uma ala separada. Ou seja, serão duas portas de entradas para a unidade: adulto e infantil”, citou Almas ao destacar a importância da separação dos dois ambientes, uma vez que, atualmente, a entrada de pacientes adultos com ferimentos graves acontece junto com a infantil, e isso pode gerar traumas às crianças. “É uma ampla e significativa reforma que possibilitará mudanças na forma de acolher os pacientes. As obras pretendem dar maior qualidade ao atendimento na Regional, que hoje é referência para quase 200 mil pessoas”, informa o chefe do Executivo. Até então, desde sua inauguração em 1996, o prédio que abriga a unidade não passara por reformas, apenas por pequenas intervenções. No local, são realizados cerca de 16 mil atendimento mês.

O contrato para a execução da reforma foi firmado, em agosto, entre o Município e a juiz-forana Columbia Construções e Empreendimentos Eireli, vencedora do processo de licitação. O acordo tem validade de 14 meses. As obras, avaliadas em R$ 678.475,61, serão custeadas a partir de repasses oriundos de emenda parlamentar da deputada Margarida Salomão (PT). De acordo com o prefeito, 80% da verba para a reforma já está na conta do Município.

Atendimento infantil

Precisarão ser realocados, durante o período de reforma, três serviços da unidade. A medida é necessária, segundo a Prefeitura, para que os atendimentos e os pacientes não sejam prejudicados. “O ideal seria que a fechássemos a unidade durante o período de obras e realocássemos todos os atendimentos para outras unidades de saúde. Mas isso é inviável”, explica o prefeito.

O conteúdo continua após o anúncio

O serviço de pediatria funcionará, portanto, no Pronto Atendimento Infantil (PAI), localizado na Avenida dos Andradas 508, no Morro da Glória. Segundo a gerente da unidade, Luanda Piubello, atualmente são atendidos cerca de 720 crianças por mês na unidade. Questionada sobre possível superlotação do PAI, a gerente afirmou que profissionais da Regional Leste foram deslocados para o setor, para que o atendimento no local não fique sobrecarregado e com grandes filas de espera. Apesar da transferência temporária, a assistência de urgência pediátrica ainda poderá ser feita na Regional.

“A maioria dos atendimento feitos na pediatria é azul e verde, ou seja, não ou pouco urgente (segundo o protocolo de cores). Isso significa que a criança poderá ser atendida no PAI e seu atendimento será redirecionado para ao local. Mas, caso chegue algo mais grave ou de urgência, seu atendimento continuará sendo feito na Regional Leste, pelo médico clínico, até que a criança se estabilize e possa ser transferida para o PAI”, ressaltou Luanda.

Outro serviço que terá alterações é a dispensação de medicamentos. A partir desta segunda, os pacientes que buscam remédios na unidade terão de retirá-los na Farmácia Central, na Rua Espírito Santo 1.064, Centro, ou em uma Unidade Básica de Saúde (UBSs) de referência. Da mesma forma, os atendimentos para curativos, que seriam realizados na Regional, passarão a ser feitos nas UBSs.

Intervenções

A reforma contemplará, além do setor de pediatria, a clínica adulta, que terá leito de isolamento. A chamada Sala Vermelha, para emergências, terá sua capacidade de atendimento aumentada em 50%. A repartição contará com três leitos ao fim da reforma. Estão previstas, também, adequação da sala de isolamento respiratório e infeccioso, aumento da capacidade de atendimento na sala de medicação e soroterapia (hidratação), instalação de aparelhos de ar condicionado, melhora na farmácia e enfermarias. A reforma também prevê adaptação do ambiente para coleta de sangue e secreções, reforma das enfermarias, substituição do piso de toda a área de atendimento ao público, troca do telhado, janelas, portas, nova pintura do local e estruturação de um necrotério. Enquanto a reforma estiver em andamento, o paciente que necessitar de internação ou observação prolongada será transferido para as unidades de Pronto Socorro Atendimento (UPAs).

Tópicos: saúde

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Desenvolvido por Grupo Emedia