Polícia Civil identifica suspeitos de balearem criança no Santa Cândida

Dois homens foram reconhecidos nesta terça-feira por meio de depoimentos prestados na unidade policial

Por Tribuna

15/05/2018 às 20h31

Os dois suspeitos de abrirem fogo em via pública, baleando um menino de 2 anos que estava no colo de sua mãe, levando-o à morte, foram oficialmente identificados pela Polícia Civil. De acordo com o titular da Delegacia Especializada em Homicídios, Rodrigo Rolli, os dois homens foram reconhecidos nesta terça-feira (15) por meio de depoimentos prestados na unidade policial. O crime aconteceu no último domingo (13), no Bairro Santa Cândida, na Zona Leste.

O conteúdo continua após o anúncio

De acordo com informações da Polícia Militar, mãe e filho estavam na calçada da Rua Pedro Paulo Vieira, por volta de 17h30, e o alvo dos tiros seria um jovem, 24, que estava no mesmo local e também foi atingido. A mãe da criança, 21, disse aos policiais que o rapaz, durante a fuga, a teria empurrado em direção aos atiradores, colocando-a na linha de tiro.

O menino Davi Lucas Clemente chegou a ser atendido em dois hospitais, mas o tiro no abdômen causou várias lesões internas, que foram fatais. Um suspeito do crime já está preso desde domingo. Aos policiais militares, populares informaram que o jovem que seria o alvo dos tiros foi surpreendido por ocupantes de uma motocicleta. O carona, um rapaz de 21 anos, teria descido da moto e aberto fogo. A mãe da criança foi atingida no antebraço e socorrida no Hospital João Felício, mas recusou-se a permanecer na unidade e deixou o hospital no mesmo dia. O rapaz a quem os atiradores queriam atingir, segundo a PM, foi ferido no pé esquerdo e levado para o HPS. Em depoimento à equipe da Delegacia de Homicídios, ele afirmou que a motivação para os disparos seria uma briga de baile funk, na cidade de Matias Barbosa, ocorrida há cerca de um ou dois meses. O caso segue em investigação.

Receba nossa
Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail





Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia