Tópicos em alta: delivery jf / coronavírus / vacina / tribuna 40 anos / polícia / obituário

Campanha Juiz de Fora Solidária arrecada mais de 30 toneladas

Alimentos atenderam mais de seis mil famílias; saldo dos 17 dias de ação foi divulgado pela PJF na segunda-feira


Por Tribuna

04/05/2021 às 17h51

Em reunião na última segunda-feira (3), a Secretaria Especial de Direitos Humanos (SEDH), da Prefeitura de Juiz de Fora (PJF), apresentou o balanço dos 17 dias da campanha Juiz de Fora Solidária, que teve como objetivo a arrecadação de alimento para população vulnerável da cidade.

(https://tribunademinas.com.br/noticias/cidade/10-04-2021/prefeitura-anuncia-campanha-solidaria-para-combater-a-fome-em-juiz-de-fora.html).

A secretaria ainda confirmou a continuação da arrecadação no município, sendo que os interessados em contribuir podem procurar um dos postos espalhados pela cidade.

Quase 28 mil beneficiados

De acordo com o balanço, a campanha atendeu mais de seis mil famílias, através de 96 entidades sociais em Juiz de Fora. Os dados de cadastro fornecidos pelo programa Mesa Brasil Sesc, responsável pela logística da operação, apontam que 27.811 pessoas foram beneficiadas.

As doações recolhidas entre o dia 14 de abril, início da ação, até a última sexta-feira (30), somaram mais de 30 toneladas, entre alimentos não perecíveis, 3.816 unidades de material de higiene e limpeza, além de R$ 3.300 recolhidos via transferência Pix e depósitos na conta do Mesa Brasil Sesc.

Segundo o titular da pasta, Biel Rocha, a campanha teve um saldo positivo, visto que “passamos por um momento muito difícil, devido à pandemia da Covid-19 e, em determinado momento, a cidade respirou. Vários setores e pessoas doaram para a campanha. A Mesa cumpriu o papel de proporcionar essa articulação entre instituições e redes empresariais”, afirmou.

O conteúdo continua após o anúncio

Sistema pretende simplificar doação de cestas básicas

Ainda na reunião, o assessor do Departamento de Formação e Educação Permanente em Direitos Humanos (DFEDH) da SEDH, Stanley Cunha Teixeira, apresentou a proposta do sistema Radar Solidário. O projeto é criar um sistema de colaboração aberto, com funcionalidade próxima a de um aplicativo, e servirá para uso restrito das entidades.

O intuito é simplificar a localização de cestas disponíveis para doação, promovendo a unificação das informações sobre o estoque de forma integrada ao histórico de atendimentos das famílias. De acordo com ele, a ideia surgiu em razão da demanda das instituições.

A arrecadação de alimentos ainda acontece em pontos fixos pela cidade. Confira os pontos de coleta:

Supermercado Pais e Filhos
Avenida Olegário Maciel, 2205 – Paineiras
Avenida Presidente Juscelino Kubitschek, 789 – Francisco Bernardino
Rua Irmão Menrado, 17 – Borboleta
Rua Martins Barbosa, 270 – Benfica

Supermercado Bahamas

Empório Bahamas – Rio Branco Av. Barão do Rio Branco, 2.872 – Centro
Bahamas – Getúlio Vargas – Rua Marechal Floriano Peixoto, 270 – Centro
Bahamas – Independência – Avenida Itamar Franco, 2.115 – São Mateus
Empório Bahamas Verde – Avenida Doutor Paulo Japiassu Coelho, 548 – Cascatinha
Bahamas – São Vicente – Avenida Barão do Rio Branco, 3.760 – Centro

Colégio Jesuítas
Avenida Presidente Itamar Franco, 1600 – Centro

Tópicos: coronavírus

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Desenvolvido por Grupo Emedia