Tópicos em alta: coronavírus / vacina / tribuna 40 anos / polícia / obituário

Aprenda a fazer a Surpresinha mineira

Frango recheado com quiabo e angu, do Frango Assado du Francisco, foi o prato vencedor do JF Sabor 2021


Por Cecília Itaborahy, estagiária sob supervisão de Wendell Guiducci

19/11/2021 às 07h00

 

Surpresinha mineira

Francisco Mendonça e Neide Mendonça na cerimônia de premiação do JF Sabor 2021 (Foto: Fernando Priamo)

Francisco Mendonça e Neide Mendonça só foram ter coragem de rechear frango assado com quiabo e angu quando receberam o convite para participar do JF Sabor 2021. “A gente pensava em colocar, mas, como é diferente, acabava deixando pra lá. Esse, então, foi o momento de colocar a ideia em ação”, diz Neide. Ela é a responsável por picar os ingredientes, ajudar um pouco na cozinha, fechar a conta do Frango Assado du Francisco e tudo o que envolve administrar o estabelecimento. O seu marido, por sua vez, que deu seu nome ao mercado, é quem propriamente cozinha.

Há anos Francisco fez um curso para aprender a desossar frango. Só muito tempo depois é que eles tiveram a ideia de rechear e vender, porque, de acordo com Neide, ela gosta de coisas diferentes. Vender só o frango não traria o resultado que queria. Mas o mais diferente mesmo foi quando colocaram no cardápio a Surpresinha mineira, que ganhou a categoria prato principal do JF Sabor neste ano. Ela conta que as pessoas quase não acreditam, mas, sim, eles colocam quiabo e angu dentro do frango. Como o tema desta edição era mineiridades, nada mais mineiro que esses itens, mesmo que em outra ordem.

No começo, a eles pareceu difícil ganhar um concurso, por isso hesitaram em participar da competitiva. Mas, Neide fala: “se está na chuva é para molhar”. Francisco, por exemplo, só ficou sabendo na semana da apresentação, e, apesar do nervosismo, adorou participar. Neide, então, fã do programa de TV “Masterchef”, apresenta-se como competitiva e diz que, no sentido figurado, foi mordida pelo mosquito dos festivais e do Instagram, já que, além de querer participar, posta foto na rede social o tempo todo. Para ela, eles se tornaram celebridades no Bairro Francisco Bernardino.

O conteúdo continua após o anúncio

O processo de preparo do prato não é lá muito complicado. A dificuldade é desossar o frango e rechear, parte que fica por conta do Francisco. Além de ser inusitado, o que o fez ganhar esse destaque foi que, mesmo com tanta coisa, é possível sentir o sabor de cada ingrediente, tão memoráveis no paladar mineiro. O que fecha a composição são os temperos, como gengibre e cheiro verde: criatividade de sobra na mistura.

Surpresinha mineira

Por Francisco Mendonça

Ingredientes
1 frango inteiro desossado
350g de quiabo
100g de mussarela
400g de angu
30g cheiro verde
5g de orégano
5g de gengibre
Azeite a gosto
Sal a gosto

Modo de preparo

Desosse o frango de maneira que ele não se despedace, mantendo os ossos apenas nas pontas da asa. Faça o angu temperado somente com alho e deixe-o mais duro para cortar em pedaços menores que caibam no frango. Corte os quiabos ao meio e frite em um pouco de azeite. Deixe dourar. De vez em quando, mexa a frigideira. Com cuidado e aos poucos, coloque os ingredientes dentro do frango pela parte de baixo da peça, sem rasgar muito. Revezando entre quiabo e angu, os temperos e a mussarela, de maneira que eles preencham todo o interior. Enquanto isso, pré-aqueça o forno. Depois de preencher, feche a pele do frango e coloque em um refratário. Deixe no forno por, mais ou menos, uma hora até que a pele fique dourada.

Leia também: Tem livro, tem planta e, em tudo, tem comida

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade pelo seu conteúdo é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Desenvolvido por Grupo Emedia