Tópicos em alta: delivery jf / coronavírus / vacina / tribuna 40 anos / polícia / obituário

Confira 5 produções sobre a corrida espacial

Esta semana foi celebrado o aniversário de 60 anos da primeira viagem do ao espaço, e aqui indicamos filmes, série e minissérie com aventuras na ‘fronteira final’


Por Júlio Black

16/04/2021 às 07h00

Na última segunda-feira (12) a humanidade comemorou o 60º aniversário da nossa primeira viagem ao espaço. Em 12 de abril de 1961, o cosmonauta soviético Yuri Gagarin completou uma volta em torno da Terra a bordo do módulo Vostok 1 e declarou que a Terra era azul _ que nosso planeta é redondo e sempre será, todo mundo já sabia. E disse mais: “Orbitando a Terra na espaçonave, vi quão lindo o nosso planeta é. Povo, vamos preservar e aumentar essa beleza, não destruí-la!”, porém ainda são poucos que levaram esse alerta a sério.

A chegada de Gagarin, entretanto, não foi apenas mais um triunfo da humanidade; marcou, à época, mais uma vitória da União Soviética sobre os Estados Unidos na corrida espacial: os soviéticos já haviam sido os primeiros a lançar um satélite e um animal até a fronteira final. Os norte-americanos só levariam um astronauta ao espaço em maio do mesmo ano, e mesmo assim Alan Shepard ficou lá em cima por breves 15 minutos, contra os 106 minutos de Gagarin.

Cansado de apanhar, o então presidente John Kennedy prometeu que os Estados Unidos chegariam até a Lua ainda no final da década de 1960, e não faltaram bilhões de dólares para que a Nasa cumprisse a promessa em 1969, com Neil Armstrong dando um grande passo para a humanidade.

Quem conhece a história da corrida espacial sabe que a União Soviética venceu as primeiras batalhas, mas foram os Estados Unidos que levaram o maior prêmio. E por serem a capital mundial do entretenimento, são os norte-americanos que sabem melhor vender seus grandes feitos _ e até mesmo tornar as derrotas e quase tragédias em jornadas heroicas. Por isso, não faltam séries e filmes mostrando apenas um lado da história _ Hollywood, “curiosamente’, não parece se interessar tanto pelos feitos de Yuri Gagarin -, e a Tribuna recomenda esta semana cinco produções que retratam alguns dos grandes momentos da saga da humanidade até o espaço, sendo que duas são baseadas no mesmo livro e uma imagina o que aconteceria se os soviéticos ganhassem todas.

O primeiro homem
Onde assistir: Netflix
Damien Chazelle, responsável pela cantoria de “La La Land”, embarcou no projeto que contou a trajetória do norte-americano Neil Armstrong, desde sua entrada na Nasa até a glória e a imensa responsabilidade de se tornar o primeiro homem a pisar na Lua. A partir da biografia escrita por James R. Hansen, Chazelle escolheu Ryan Gosling para interpretar Armstrong no longa que concorreu em quatro categorias no Oscar de 2019, levando o prêmio de melhores efeitos visuais.

O conteúdo continua após o anúncio

Os eleitos
Onde assistir: Google Play, YouTube e Looke (aluguel)
Philip Kaufman foi o diretor da adaptação do livro lançado por Tom Wolfe em 1979, que contava a história dos sete astronautas do Projeto Mercury e tentava entender o que levou esse grupo de pessoas a arriscar suas vidas sentados sobre milhares de toneladas de combustível. O longa reconta parte dessa trajetória, com um elenco que tinha nomes como Sam Shepard, Ed Harris, Dennis Quaid e Scott Glenn. Apesar de aclamado pela crítica, “Os eleitos” foi um fracasso nas bilheterias, mas se redimindo no Oscar de 1984, com indicações em oito categorias _ incluindo melhor filme _ e faturando quatro prêmios.

Os eleitos
Onde assistir: Disney+
A produção é inspirada tanto no livro de Tom Wolfe quanto no longa de 1983. Desta vez, porém, John Glenn (Patrick J. Adams) e Alan Shepard (Jake McDorman) ganham mais destaque na história, além de Gordon “Gordo” Cooper (Colin O’Donoghue). Em oito capítulos, a minissérie mostra os primórdios da Nasa, o processo de seleção dos “Mercury 7”, como os futuros astronautas se tornaram celebridades e também os conflitos entre eles, além dos dramas familiares. Mas, calma: em algum momento, alguém vai para o espaço.

Apollo 13 _ Do desastre ao triunfo
Onde assistir: Netflix
“Houston, nós temos um problema.” Pois é, Hollywood sabe fazer limonada de qualquer tipo de limão. O longa de 1995, dirigido pelo operário do cinema Ron Howard, conta a quase trágica missão da Apollo 13, que deveria levar o terceiro grupo de astronautas à Lua. Mas um tanque de oxigênio do módulo Odyssey explodiu, impedindo o pouso na Lua e colocando em risco a vida da tripulação, que precisou improvisar para não morrer no espaço. Com Tom Hanks, Kevin Bacon e Bill Paxton como protagonistas, o filme foi indicado a nove Oscars _ incluindo melhor filme _ e venceu dois prêmios.

For all mankind
Onde assistir: Apple TV+
A série imagina o que aconteceria se a União Soviética vencesse a corrida espacial, com o cosmonauta Alexei Leonov sendo o primeiro homem na Lua, cerca de duas semanas antes da Apollo 11. Pouco depois, ainda enviariam uma mulher, que era para dançar bonito a barynya na cara dos ianques. Se no mundo real os soviéticos largaram mão de pisar em nosso satélite natural após o feito de Neil Armstrong, em “For all mankind” a corrida espacial continuou e esquentou ainda mais a Guerra Fria, com os dois países correndo para ver quem instalaria a primeira base permanente na Lua _ e algumas armas também.

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Desenvolvido por Grupo Emedia