Tópicos em alta: eleições 2022 / coronavírus / vacina / polícia / obituário

Bar du Marcelu

Um botequim daqueles que você descobre e logo quer levar alguém para conhecer também

Por Butecos de JF

20/01/2022 às 18h57 - Atualizada 20/01/2022 às 20h33

O Bar du Marcelu conquista seus clientes pela famosa propaganda “boca a boca”, pois é daqueles lugares que, logo que você conhece, já se lembra de algum amigo ou amiga que também gostaria de levar para conhecer.

Numa rua tranquila do Bairro Bandeirantes, o bar estende suas mesas pela calçada, além de contar com uma varanda espaçosa – que conta com uma bela tela TV de 75 polegadas que transmite os jogos preferidos dos clientes – e também com o espaço anexo onde ficam o balcão, o freezer, a sempre recheada estufa de tira-gostos e o mestre dos petiscos: o Marcelo e sua cozinha, mínima no tamanho mas máxima quando o assunto é comida boa.

Não é à toa que as banquetas que ladeiam o balcão são as mais cobiçadas pelos clientes que, entre um bate-papo com o Marcelo e um gole numa cerveja gelada, vão acompanhando os pratos saírem da cozinha para as mesas dos clientes e também para a vitrine, atração principal da casa. Nela figuram as batatas cozidas, torresmão, torresminho e tantos outros petiscos, que variam de época ou podem ser fixos no cardápio, como é o caso das estreantes língua de boi e dobradinha, que, de tanto serem requisitadas pelos clientes, agora estão no cardápio diário do bar, junto à porção de tilápia, bolinhos de bacalhau e mandioca, fritas e o chouriço que, conforme me contaram lá no bar, é produzido pelo Nelsinho de Maripá de Minas. É ele quem abastece quase todos os bares de Juiz de Fora com essa iguaria. Botequim gera conhecimento!

O conteúdo continua após o anúncio

E o movimento dos clientes que aparecem por lá é diário, com alguns passando para uma cervejinha após o expediente ou para uma estada que começa de tarde e vai até a noite. Como eu disse, eu recebi a dica de um amigo, o Jefferson, e depois de ir com ele até o bar, levei vários outros amigos meus para lá. E ainda fiz outros no bar, como o Kleytom – grande entendedor de botequins de JF – e reencontrei amigos de infância que também são fregueses dali, como o Juninho, outra ilustre presença daquele espaço que faz a gente se sentir em casa entre um gole e outro de cerveja, ouvindo uma boa prosa ou um causo curioso e, principalmente, comendo os petiscos preparados pelo Marcelo, que toca esse lugar tão querido pelos seus clientes e amigos. Grande Marcelo!

 

Bar du Marcelu

Rua Doutor João Camilo de Oliveira Tôrres 103 – Bandeirantes

Butecos de JF

Butecos de JF

Airton Soares é gestor público por formação acadêmica mas, por opção e gosto, é conhecido como apreciador da cozinha de raiz, com experiência comprovada e acumulada na cintura. Já foi jurado do Comida di Buteco, é colunista do Tribuna de Minas, tem programa na rádio Transamérica JF e é dono da fanpage @butecosdejf, onde conta com mais de 100 mil seguidores que acompanham as dicas e comentários sobre comidas, bebidas e bares desse rotundo entusiasta da culinária simples e saborosa, segundo ele, a mais gostosa de todas!

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade pelo seu conteúdo é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia