Tópicos em alta: eleições 2022 / coronavírus / vacina / polícia / obituário

Adeus, Firma Boa!

O Candeias Blues Bar vai guardar as lembranças do seu fundador em cada detalhe do bar e também na memória dos clientes

Por Airton Soares

10/03/2021 às 17h47 - Atualizada 10/03/2021 às 17h51

Nessa semana perdemos um dos donos de bares mais queridos de nossa região, José Maria de Souza Silva, o “Firma Boa”, que criou o inigualável Candeias Blues Bar, no arraial de Conceição de Ibitipoca, na vizinha cidade de Lima Duarte.
Um bar que tem a identidade do seu fundador em cada detalhe de sua decoração, nas mandalas, galhos, raízes, cuias e cipós que pendem do teto. Tudo escolhido por ele nas suas andanças. As banquetas do balcão são latas de leite e há garrafas de vidro espalhadas pelo ambiente em todos os lugares. Cartazes, fotos, capas de LPs, pôsteres e desenhos também ilustram as paredes do que eu considero o mais autêntico pub tupiniquim.


Tudo ali foi criado por ele, inclusive as engenhocas que fazem descer do teto para as mesas garrafas com cachaça infusionada, batizada de “Dine”, corruptela de Jeannie, personagem do seriado dos anos 1960 “Jeannie é um Gênio” que morava numa garrafa parecida com a da cachaça servida no bar. O recipiente desce até sua mesa e você mesmo se serve, e depois avisa o quanto consumiu. O mesmo vale para o freezer de cerveja, no qual podemos pegar nosso latão de breja geladinha durante a estada no bar. Tudo na paz, na tranquilidade, a mesma dos gatos que mansamente aparecem nas janelas e rodeiam os clientes ganhando afagos. Outra curiosidade são as frutas que sempre aparecem nas porções. Na minha última visita, Firma me serviu queijo minas em cubos, acompanhados de um creme de maracujá, outro acompanhamento comum por lá, sempre enfeitado com uma florzinha do jardim, que ele mesmo plantava, cuidava, colhia e usava para ornamentar os petiscos. Era o carinho dele com tudo a sua volta e com seus clientes que sempre fez toda diferença ali.

O conteúdo continua após o anúncio


A aura deste lugar é algo que só visitando o espaço para você conseguir entender e sentir toda a vibe. Quem vai pela primeira vez e sobe os degraus no jardim da frente da casa vai se admirando a cada passo, e normalmente permanecem horas apreciando o ambiente e descobrindo os detalhes. Quando a gente virava cliente e já conhecia o espaço, já chegava lá dando um abraço e ganhando um beijo do Firma. Infelizmente, o abraço e o beijo não vão rolar mais, mas tenho certeza que ele sempre vai estar lá, em cada detalhe desse bar sem igual e que é uma atração turística na pequena e agradável vila de Conceição de Ibitipoca. Obrigado por isso, Firma Boa!

“Sonhei em ter um lugar em que as pessoas se sentissem bem,
Um bar, sempre quis ter um bar
Um bar, um bar…
Mas não apenas um bar, não apenas mesmo…
Queria ter este bar!
Este grande e único sonho
Grande sonho, sonho realizado”
Fala do Firma Boa no documentário “Firma”, Disponível no canal do YouTube de Tomyo Costa Ito. Assista e emocione-se.

Fotos: Giglia Ferrari e Daniel Amorim

Firma 1 Firma 2 Firma 3 Firma 4 Firma 5 Firma 6 Firma 7 Firma 8 Firma 9
<
>

Butecos de JF

Butecos de JF

Airton Soares é gestor público por formação acadêmica mas, por opção e gosto, é conhecido como apreciador da cozinha de raiz, com experiência comprovada e acumulada na cintura. Já foi jurado do Comida di Buteco, é colunista do Tribuna de Minas, tem programa na rádio Transamérica JF e é dono da fanpage @butecosdejf, onde conta com mais de 100 mil seguidores que acompanham as dicas e comentários sobre comidas, bebidas e bares desse rotundo entusiasta da culinária simples e saborosa, segundo ele, a mais gostosa de todas!

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade pelo seu conteúdo é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia