Tópicos em alta: eleições 2022 / coronavírus / vacina / polícia / obituário

O QUE O OUTUBRO ROSA PODE NOS ENSINAR?

O outubro rosa pode nos ensinar muito sobra a importância do autocuidado, autoconhecimento com você mesma.


Por Saliza Serodio

20/10/2021 às 08h42

O mês que se tornou muito especial para as mulheres, é o mês do outubro que tem como objetivo conscientizar sobre a importância da prevenção do câncer de mama.

E o que mais esse mês de conscientização pode nos mostrar?

Antes de responder essa pergunta vamos entender um pouco mais de como começou esse movimento.

Entendendo mais sobre o Outubro Rosa

O movimento começou nos Estados Unidos, onde vários estados organizaram ações para esse mês. Não demorou muito para o congresso norte americano aprovar e apoiar como o mês de combate ao câncer de mama.

O rosa do nome do movimento faz referência ao famoso laço cor-de-rosa lançado pela Fundação Susan G. Komen for the Cure, responsável por organizar a 1ª Corrida pela Cura, em Nova York, no ano de 1990, sendo a maior organização mundial de câncer de mama encarregada de realizar pesquisas sobre o assunto.

No Brasil, tudo começou alguns anos depois devido a algumas mulheres que simpatizaram com a ação dos Estados Unidos e programaram uma rápida iluminação cor de rosa no monumento Mausoléu do Soldado Constitucionalista, situado na capital da São Paulo.

Objetivo do movimento

O objetivo do movimento é conscientizar todas as mulheres sobre a importância da prevenção ao câncer de mama e de fatores de risco para essa doença que acomete várias mulheres pelo mundo.

Além disso, a promoção do autoexame permitindo o tratamento precoce que possibilita as chances de cura.

 

 

O conteúdo continua após o anúncio

Alerta ao autocuidado

Além da conscientização para a prevenção ao câncer esse mês nos faz um alerta da importância de praticar o autocuidado, que é o cuidado com o nosso corpo, com o nosso templo.
É um alerta de que devemos nos preocupar com essa atitude de cuidar do corpo e da alma.

 

 

Pare para refletir um pouco sobre essa assunto. Faça o autoexame e em qualquer situação fora do comum, procure um médico. Isso não precisa ser somente para o câncer de mama, e sim para diversas outras doenças.
Se nós começarmos a nutrir nosso corpo, pensar mais no que nos alimenta, ficaremos menos suscetíveis a elas. Se praticarmos o autocuidado diário vamos nos sentir melhor com nós mesmos, vamos ter mais energia, disposição e vamos nos conhecer melhor.

Devemos cuidar também da “casca”, que é o lado de fora. Estar com uma roupa que te faça se sentir bem, com uma pele que você tenha orgulho ao olhar se ver no espelho. Isso é autocuidado.

Nossa, mais até mesmo a forma em que nos vestimos?
Sim, pois estudos já mostram que cuidar da “casca” altera a maneira como nos sentimos, nos comportamos e que pode nos trazer diversos benefícios tanto pessoais como profissionais.

 

Se faça a seguinte pergunta: Como vou começar meu dia se me olhar no espelho e gostar da imagem que vejo?

Viva seu corpo, se ame e se cuide, sempre!

Os comentários nas postagens e os conteúdos dos colunistas não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir comentários que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Desenvolvido por Grupo Emedia