Sinuca de bico

Por Luiz Antônio Stephan, colaborador

10/08/2018 às 07h00

É uma analogia ao jogo de sinuca… É quando a bola branca está presa num canto sem deixar espaço para atingir outra bola. É uma expressão que usamos quando queremos dizer que não encontramos saída para determinadas situações, que os problemas que estão à nossa frente são insolúveis. É exatamente esse o sentimento do brasileiro com relação ao quadro político de seu país.

Não precisamos detalhar tudo o que vem acontecendo nos três poderes. A exposição dos fatos que nos chega a cada momento é indescritível: é a política brasileira indo para o ralo. Um desmanche total. Ainda assim, uns se seguram aos outros, continuam os conchavos para manter o poder de qualquer maneira e deixam o povo e o Estado cada vez mais vulnerável.

O conteúdo continua após o anúncio

E aí, o que fazer? O problema é que só vamos encontrar a saída na própria política, que tem nos levado ao caos. Não há outro caminho. Sem esperneio, sem revolta.
Não encontraremos solução no anarquismo; o voto nulo premiará aqueles que estão mais estruturados no jogo, que são “os bandidos”; protestos ilógicos também não têm cabimento, e transferir o problema para ditadores, seja de esquerda, seja de direita, só transfere o problema. Só tem um caminho: as pessoas de bem têm que assumir os erros passados e a responsabilidade cívica de resolver essa situação.

É uma estrada cheia de barreiras, pois o lamaçal político, pelo exemplo superior e pela impunidade, chegou cá no andar de baixo. As instituições tradicionais, associações, entidades etc., de uma maneira geral, estão tomadas por grupos ou indivíduos que as utilizam para se locupletarem e para ganhos políticos e raramente defendem os interesses coletivos e a sociedade, motivo para que foram criadas. Só o despertar das pessoas para os interesses comunitários e solidários, a criação de novas lideranças verdadeiras e “puras” e a coragem desses para enfrentar os “bandidos”, despindo-os do poder, gerarão esperança para o país, senão…

Tópicos:

Receba nossa
Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail





Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia