Tópicos em alta: coronavírus / vacina / tribuna 40 anos / polícia / obituário

Volta às aulas presenciais será obrigatória a partir de novembro em Minas Gerais

Novo protocolo para atividades escolares também acaba com o distanciamento adicional de 90cm entre alunos


Por Tribuna

22/10/2021 às 19h45- Atualizada 22/10/2021 às 19h50

O Governo de Minas Gerais divulgou que, a partir de 3 de novembro, o retorno às aulas presenciais não será mais facultativo nas redes públicas e privadas de ensino em todo o estado. A decisão foi tomada nesta sexta-feira (22) pelo Centro de Operações de Emergência de Saúde (COES), da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais, que aprovou a 6ª versão do Protocolo Sanitário de Retorno às Atividades Escolares Presenciais. A medida também acaba com a exigência de distanciamento adicional de 90 centímetros entre os estudantes nos ambientes da escola.

Pela nova versão do protocolo, permanecem vigentes as demais recomendações sanitárias, como o uso correto de máscaras cobrindo boca e nariz por todos, lavagem de mãos, etiqueta respiratória e a limpeza e manutenção frequente das instalações, bem como o rastreamento de contato com pessoas infectadas por Covid-19 em combinação com isolamento e quarentena.

De acordo com o Estado, a determinação do retorno às aulas se dá por conta da redução de casos de coronavírus em Minas, associada com o avanço da vacinação.

Segundo o secretário de Estado de Saúde, Fábio Baccheretti, outro fator que permite a retomada segura das aulas presenciais a todos os estudantes é a grande adesão aos protocolos sanitários pelas escolas públicas e privadas. “Isso permitiu que o grupo técnico decidisse acabar com o distanciamento adicional entre as carteiras”, disse.

O conteúdo continua após o anúncio

Decisão não é válida para estudantes de grupos de riscos

O retorno presencial das crianças e adolescentes tem exceção a estudantes com condição de saúde de maior fragilidade à Covid-19, comprovada com prescrição médica para permanecer em atividades remotas.

Para a secretária de Estado de Educação, Julia Figueiredo Goytacaz Sant’Anna, a possibilidade de retorno de todos os alunos às salas é consequência de um trabalho que vem sendo realizado desde junho. “A rede estadual de ensino de Minas Gerais vem realizando um processo de retomada das atividades presenciais nas escolas, de forma muito segura e consciente, e a melhora constante dos índices epidemiológicos e a ampla vacinação dos profissionais da educação e dos adolescentes nos traz muita tranquilidade de dar este novo passo. Entendemos que a volta de todos os alunos para as escolas é fundamental para o fortalecimento do processo de aprendizagem e do vínculo com a escola, atuando de forma ainda mais efetiva para reduzir as defasagens no ensino e a evasão escolar dos nossos estudantes”, afirma.

“A Secretaria de Educação vai dar todas as orientações necessárias aos gestores escolares para que eles informem às famílias, aos estudantes, professores e demais servidores das escolas como se dará essa nova etapa da nossa retomada presencial”, completa a secretária.

A íntegra da 6ª versão do Protocolo de Retorno às Atividades Escolares Presenciais encontra-se disponível no site do Governo de Minas.

A Tribuna entrou em contato com a assessoria de comunicação da Prefeitura de Juiz de Fora para saber quais procedimentos serão tomados no município a partir de tal liberação e aguarda retorno.

Tópicos: coronavírus

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade pelo seu conteúdo é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Desenvolvido por Grupo Emedia