Tópicos em alta: eleições 2022 / coronavírus / vacina / polícia / obituário

Juiz-forano Thiagus Petrus é bicampeão da Champions de Handebol pelo Barcelona

Defensor também da seleção brasileira fez gol em final definida nos tiros de sete metros contra o polonês Kielce


Por Bruno Kaehler

20/06/2022 às 18h58- Atualizada 22/06/2022 às 17h40

O juiz-forano Thiagus Petrus é rei da Europa pela segunda temporada consecutiva. Um ano após o primeiro título da Champions League de Handebol, o atleta reafirmou a hegemonia no Velho Continente com novo troféu do principal torneio interclubes da modalidade, novamente pelo Barcelona, equipe que somou o décimo caneco da história catalã no torneio. Na final, o atleta brasileiro venceu o Kielce, da Polônia, por 5 a 3 na disputa de sete metros, após empates em 28 a 28 no tempo normal e de 32 a 32 na prorrogação. Thiagus e o compatriota Haniel Langaro fizeram um gol cada na decisão disputada em Colônia, na Alemanha, nesse domingo (19).

“A partida foi tensa e emocionante, mas do jeito que é o handebol. Nesse nível já tive vários jogos e é por isso que amo jogar e vou continuar até seguir com essa sensação e puder atuar”, conta Thiagus à Tribuna, antes de complementar sobre a emoção em ter o troféu europeu erguido pela segunda vez consecutiva.

“A sensação é diferente do ano passado. É melhor por ser campeão duas vezes e da maneira que foi. Porque nesse ano mudamos de técnico e mais um monte de gente da comissão, teve Olimpíada, em que praticamente tivemos duas temporadas em uma, sem parar. Foi bem complicado. Tivemos altos e baixos, por um momento perdemos vários jogos, mas no final conseguimos.”

Thiagus, à direita, com o troféu da Liga dos Campeões de Handebol (Foto: Reprodução Instagram octavojugadorhb)

Aos 32 anos, o mineiro, primeiro brasileiro a vestir a camisa da equipe principal de handebol do Barça na história, clube que atua desde 2018 e tem contrato até o fim da próxima temporada, é um dos melhores defensores do mundo e também defende a seleção brasileira de handebol. Ele iniciou sua trajetória na Escola Estadual Sebastião Patrus de Souza, no Bairro Santa Terezinha, Zona Nordeste de Juiz de Fora. Antes de mudar para São Paulo e defender o Pinheiros, referência brasileira na modalidade, chegou a defender o juiz-forano Olímpico. Nos últimos anos, além de integrar a equipe da seleção brasileira, Thiagus também se tornou um dos líderes e capitães do elenco.

O conteúdo continua após o anúncio

Após o jogo e novo título com a camisa barcelonista, Thiagus admitiu a fadiga após a batalha em quadra, mas reiterou que a alegria era maior pela conquista. “Cansado e muito feliz. Mais feliz do que cansado”, afirmou o jogador que destacou o empenho de todos os companheiros durante a temporada. “Estamos muito unidos e isso ajuda, porque quando um está mais para baixo, o outro levanta, e todos nós ajudamos. Tem sido assim todo o ano”, relata em trecho de entrevista divulgado pelo Twitter do Barça.

 

Os comentários nas postagens e os conteúdos dos colunistas não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir comentários que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Desenvolvido por Grupo Emedia