Tópicos em alta: tiroteio entre polícias / polícia / enem 2018

Modric: ‘Queremos mais’

“É histórico e emocionante estar na final do Mundial. Estamos orgulhosos desse êxito, mas não queremos parar por aqui”, afirma meia Luka Modric

Por Agência Estado

12/07/2018 às 09h09

(Foto: Fifa.com)

O meia Luka Modric, um dos destaques na classificação inédita da Croácia à final de uma Copa do Mundo, afirmou que a equipe não vai se contentar com o resultado conquistado até agora. O time vai buscar o título diante da França, neste domingo, em Moscou. Vinte anos depois do terceiro lugar no Mundial da França, a seleção croata completou o caminho até uma decisão pela primeira vez em sua história. De virada, a equipe venceu a Inglaterra por 2 a 1.

O conteúdo continua após o anúncio

“É histórico e emocionante estar na final do Mundial. Estamos orgulhosos desse êxito, mas não queremos parar por aqui. Queremos mais”, afirmou o jogador após a vitória por 2 a 1 na prorrogação. “Vamos enfrentar o rival mais difícil de todo o Mundial”, completou. O meia do Real Madrid confessa que estava exausto no final da prorrogação, quando pediu para ser substituído, mas afirma que os jogadores conseguiram dosar energias ao longo do jogo. Foi a terceira prorrogação da Croácia na Copa do Mundo – ela já havia superado Dinamarca (oitavas de final) e Rússia (quartas de final).

“Temos que fazer esforço para chegar à final. Fizemos isso e conseguimos o objetivo. Estamos orgulhosos do segundo tempo e da prorrogação. Parece que melhoramos com o tempo. Graças a Deus não chegamos aos pênaltis”, confessou o jogador. Luka Modric disse que não está preocupado com a conquista da Bola de Ouro – ele está entre os candidatos e pode aumentar as suas chances se a Croácia for campeã mundial. “Não me preocupo com a Bola de Ouro. Mais importante é o êxito da Croácia. Seremos guerreiros e vamos deixar tudo dentro de campo para conquistar o título”, disse

Receba nossa
Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail



Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia