Tópicos em alta: dengue / polícia / fé na estrada / reforma da previdência / bolsonaro

Site especializado aponta Tupi com maior chance de queda entre os 12 clubes no Mineiro

Hoje na vice-lanterna, Galo teria 63% de probabilidades de rebaixamento. Carijó visita o Atlético no próximo sábado (16)

Por Bruno Kaehler

11/02/2019 às 20h23- Atualizada 11/02/2019 às 21h11

O empate com o Guarani no último sábado (9) rendeu novo ponto ao Tupi na zona de classificação do Campeonato Mineiro, mas não foi suficiente para evitar a ida do Galo para a temida zona de rebaixamento do Estadual. Isto porque o Villa Nova, que era o penúltimo colocado até jogar, venceu o Patrocinense no domingo (10) e ultrapassou o Carijó na tabela. Com 4 pontos em seis jogos, o Alvinegro de Santa Terezinha é o novo vice-lanterna da competição estadual e, segundo o site especializado Chance de Gol, chegou a 63% de probabilidades de descenso.

Questionado sobre o que precisa mudar no Tupi para que a queda seja evitada, o diretor de futebol, Nicanor Pires, elogiou o espírito do time no 0 a 0 da última rodada em Divinópolis. “O que a gente precisa é o que aconteceu já contra o Guarani, uma mudança de postura. Apesar de não vencer o jogo, o Tupi apresentou outro comportamento na partida e acreditamos que se mantivermos essa postura mais guerreira, conseguiremos a recuperação”, opina o dirigente.

Os 63% chamam a atenção pela diferença em relação aos adversários logo na sexta rodada. A URT, última colocada, apresenta, segundo o site, 28% de chances de descenso, com uma partida a menos e já tendo enfrentado Atlético e América. Soma-se isto o fato de o Trovão Azul ainda ter pela frente quatro partidas como mandante, contra Tupynambás, Boa Esporte, Cruzeiro e o próprio Galo Carijó. O Tupi, por sua vez, ainda não encarou Atlético e Cruzeiro, com apenas dois compromissos diante do torcedor, com a própria Raposa e com o Patrocinense. Como visitante, o Carijó visita o Atlético na próxima rodada, o Boa Esporte e a URT.

O conteúdo continua após o anúncio

Segundo Nicanor, não ter encarado dois dos três grandes de BH não eleva a preocupação do time. “Jogar contra os três grandes da capital sempre é mais complicado por terem maiores estruturas e investimentos. Mas temos que entrar com a mentalidade de conseguir pontuar para crescer na tabela como se fosse um outro jogo qualquer. Porque valem os mesmos 3 pontos. É assim que vamos crescer.”

Tupi segue desfalcado

Para o jogo contra o Atlético, marcado para as 19h do próximo sábado (16) na Arena Independência, o Tupi ainda busca contar com reforços. Um atacante negocia com o clube, mas o desfecho demora mais que o esperado pelas partes. A ideia do Galo é ter ao menos mais dois reforços nesta semana. O clube segue sem contar com Marcus Vinícius, com luxação no tornozelo, que é avaliado pelo departamento médico do Atlético, em BH, além de Leandro Brasília, Daniel Morais, Vitinho e Hugo. Deste quarteto, Brasília pode aparecer contra o Patrocinense. Vitinho idem, mas a possibilidade é tratada com cautela. O Alvinegro de Santa Terezinha volta aos treinos nesta terça.

Receba nossa
Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail



Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia