Tópicos em alta: delivery jf / coronavírus / vacina / chuva / polícia / obituário

Com 13 casos de Covid-19 no Uberlândia, FMF cancela Troféu Inconfidência e Cruzeiro abre mão do título

Decisão de torneio entre equipes que não foram às semifinais do Campeonato Mineiro estava programada para as 19h desta quarta

Por Agência Estado

05/08/2020 às 16h25- Atualizada 05/08/2020 às 16h30

A final do Troféu Inconfidência entre Cruzeiro e Uberlândia, inicialmente marcada para esta quarta-feira, às 19h, no Mineirão, em Belo Horizonte, foi cancelada pela Federação Mineira de Futebol (FMF). A decisão foi tomada pela entidade para preservar a saúde dos atletas, já que 13 casos do novo coronavírus foram registrados em atletas e funcionários do time do Triângulo Mineiro.

Na decisão tomada na manhã desta quarta-feira, a FMF cita que “não há tempo hábil para a realização de contraprova para se confirmar tais diagnósticos”. A entidade também ressalta a obrigação assumida de “cumprir procedimentos rigorosos com o intuito de obter um maior controle no combate à contaminação causada pelo vírus e a prevenção diante do alto risco de propagação e contaminação em massa, dando prioridade absoluta à integridade física dos jogadores, membros de comissões técnicas, árbitros e demais profissionais envolvidos”.

O Cruzeiro concordou com a não realização da partida em solidariedade ao adversário e a FMF, em conjunto com os dois clubes, declarou o Uberlândia, com o consentimento da Raposa, como campeão da competição. O ofício da FMF foi divulgado no começo da tarde desta quarta-feira.

O conteúdo continua após o anúncio

Por meio de suas redes sociais, o Cruzeiro relatou que o posicionamento do clube “em relação à pandemia sempre foi o de se preservar a saúde e a vida de todos os profissionais envolvidos, seguindo todas as orientações de protocolo das autoridades. Ficamos no aguardo das eventuais novas deliberações por parte da FMF e aproveitamos para desejar pronta recuperação aos atletas do Uberlândia”, afirmou o clube.

De acordo com informações do Uberlândia, os zagueiros Plínio, Zé Victor e Rogério, os meias Erick e Clebinho, o massagista João Luiz e o fotógrafo Giovanni Mendes passaram pelo teste RT-PCR e foram diagnosticados na última terça-feira com a Covid-19. Todos que testaram positivo para o novo coronavírus estavam em Belo Horizonte e já voltaram para a cidade de Uberlândia, onde permanecerão isolados. Eles passam bem, de acordo com a assessoria de imprensa.

Anteriormente, o goleiro Alex, o volante Luiz Alexandre, os atacantes Breninho e Dija Baiano, o diretor de futebol Fabrício Tavares e o roupeiro Paulão haviam sido diagnosticados com a Covid-19 e sequer participaram do jogo contra o Boa, na semifinal do Troféu Inconfidência, disputada no último domingo. Eles não viajaram para Belo Horizonte.

Foco na Série B

O jogo contra o Uberlândia serviria para o técnico Enderson Moreira testar jogadores do Cruzeiro para o início da disputa da Série B do Campeonato Brasileiro. Com seis pontos a menos por causa de uma punição da Fifa pelo não pagamento de uma dívida, o time de Belo Horizonte estreará neste sábado contra o Botafogo de Ribeirão Preto (SP), às 19 horas, no Mineirão.



Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Desenvolvido por Grupo Emedia