Tópicos em alta: cartas a jf / onça-pintada / dengue / polícia

Tata, que prospectou JF, investe em Londrina

Inicialmente, serão criados 700 postos de trabalho, com a perspectiva de aumentar para quatro mil empregos de acordo com o avanço da companhia no mercado brasileiro

Por Fabíola Costa

24/01/2018 às 18h00

Juiz de Fora, que estava na disputa para sediar empreendimento da gigante Tata Consultancy Services (TCS), empresa líder em soluções de negócios, consultoria e serviços de TI, perdeu o investimento para Londrina. Em comunicado oficial, a TCS confirmou que o novo delivery center funcionará na cidade paranaense. É o maior núcleo da empresa com este perfil no país e em língua portuguesa no mundo. Inicialmente, serão criados 700 postos de trabalho, com a perspectiva de aumentar para quatro mil empregos de acordo com o avanço da companhia no mercado brasileiro. Além de Juiz de Fora, também estava na disputa a cidade de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. A TCS é empresa de serviços de tecnologia da informação do grupo indiano Tata.

Em fevereiro do ano passado, a Tribuna noticiou que a empresa estava prospectando Juiz de Fora. A informação, na época, foi confirmada pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo (Sedettur). Na época, a Sedettur afirmou que as vantagens competitivas do município, como disponibilidade de capital humano qualificado, infraestrutura moderna, políticas de transparência, reconhecimento de eficiência administrativa e leis de incentivo, inclusive para o setor de TI, foram apresentadas aos executivos que visitaram a cidade. A Prefeitura continuaria mantendo contato com a companhia, atendendo as demandas de informação.

A TCS, por meio de sua assessoria, informou que “todas as cidades eram fortes candidatas, mas nós tivemos que escolher uma, e Londrina atendeu todos os critérios estabelecidos.” O posicionamento é que Londrina foi eleita por conta do potencial tecnológico da cidade, que, “além de caminhar para se tornar um dos principais polos de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) do Brasil, também possui características valiosas relacionadas à qualidade de vida dos seus habitantes, como transporte público eficiente, segurança, fácil locomoção e grande presença de universidades”. A assinatura do termo de cooperação aconteceu na semana passada, “em uma parceria de longo prazo com o Governo local”, afirmou a empresa.

O conteúdo continua após o anúncio

Conforme a TCS, no período que antecede a construção da unidade no Parque Tecnológico, o primeiro endereço que abrigará a companhia em Londrina será um prédio comercial na região central, com capacidade para abrigar 700 novos profissionais. A empresa vai investir na mão de obra local com programas educacionais realizados em conjunto com as entidades do município. O CEO da TCS para a América Latina, Marcelo Wurmann, afirma que a empresa está expandindo suas operações e, com isso, reforçando o compromisso com o Brasil e a América Latina. “A Prefeitura de Londrina é uma grande parceira nesse processo e esperamos excelentes resultados dessa união, de modo a nos tornarmos um dos protagonistas da era da transformação digital”.

Procurada nesta terça, a Sedettur afirmou, por nota, que não foi informada oficialmente sobre a decisão da empresa. “No entanto, entende que o fato de o município estar entre os dois finalistas com potencial de receber o empreendimento da multinacional de Tecnologia da Informação, frente a vários outros municípios brasileiros, demonstra o seu potencial para atrair investimentos intensivos em tecnologia e inovação.” O posicionamento é de que a Prefeitura continua trabalhando para a atração de investimentos do setor de TI, como oferta de redução do ISS de 5% para 2%, apoio à implantação do parque tecnológico, fomento à inovação através do Grupo de Trabalho Desenvolvimento e Inovação na Mata Mineira (GDI Mata) e implantação do novo Conselho de Desenvolvimento Econômico, Tecnologia e Inovação.

O grupo

A Tata Consultancy Services é uma empresa de serviços de TI, consultoria e soluções corporativas, que mantém operações em São Paulo e Rio de Janeiro. O delivery é realizado através de seu modelo exclusivo chamado Global Network Delivery Model™, reconhecido como referencial de excelência no desenvolvimento de software. Como parte do grupo Tata, o maior conglomerado industrial da Índia, a TCS tem atuação global e está listada nas bolsas de valores National Stock Exchange e Bombay Stock Exchange na Índia.

Receba nossa
Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail



Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia