Tópicos em alta: dengue / polícia / fé na estrada / reforma da previdência / bolsonaro

Reclamação contra os Correios no Reclame Aqui cresce 14%

Só no ano passado, o site registrou 23.482 reclamações ante 20.510 no ano anterior

Por Tribuna

09/02/2019 às 17h39

Um levantamento realizado pelo site do Reclame Aqui, portal de mediação entre consumidores e empresas, mostrou que, em relação a 2017, o número de reclamações sobre atraso na entrega dos Correios cresceu 14% em 2018. Só no ano passado, o site registrou 23.482 reclamações ante 20.510 no ano anterior.

Apesar disso, o aumento foi menor que o registrado de 2016 para 2017, quando a estatal teve 28% queixas a mais. De 2016 a 2018, o Reclame totalizou 60.260 reclamações. Dessas, nenhuma foi respondida pelos Correios. A falta de retorno resultou na classificação de “Não Recomendado”, que corresponde aos níveis de reputação do site.

O conteúdo continua após o anúncio

O mês com maior número de reclamações sobre o tema é, normalmente, dezembro, por conta do Natal e também pela Black Friday, que acontece em novembro e gera reclamações de produtos não recebidos.

O diretor de operações do Reclame Aqui, Diego Campos, explica qual é a responsabilidade da estatal em caso de atraso para o consumidor. “Os Correios são o maior fornecedor logístico dos e-commerces brasileiros, assim sendo, em toda entrega que for realizada, eles são parte da cadeia de consumo, já que são remunerados diretamente pela entrega do produto, que por sua vez faz parte do contrato de compra e venda estabelecido entre o cliente e o e-commerce”, explica.

Receba nossa
Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail



Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia