Tópicos em alta: cartas a jf / onça-pintada / dengue / polícia

Pesquisadores analisam a história dos cinemas de rua de Minas

Projeto Minas é Cinema realiza série de palestras nesta sexta-feira (17) no IAD/UFJF sobre os cinemas de rua em Minas Gerais

Por Tribuna

16/05/2019 às 18h21- Atualizada 17/05/2019 às 11h44

Cine-Theatro Paratodos, que funcionou no bairro Borboleta, é um dos cinemas de rua alvo dos estudos de pesquisadores (Foto: Reprodução)

Cinema não existe apenas como diversão, mas também para ser analisado em seus diversos aspectos históricos, entre outros. É com esse espírito que o projeto Minas é Cinema encerra a segunda parte de suas atividades nesta sexta-feira (17), às 14h, no Anfiteatro Geraldo Pereira, no IAD/UFJF, com o Encontro de Pesquisadores em Histórias de Cinema, série de palestras com acadêmicos que têm como objeto de pesquisa os cinemas de rua de Minas Gerais. A entrada é gratuita, e o credenciamento tem início às 13h30.

Dentre os especialistas participantes estão Ryan Brandão Barbosa de Reinh de Assis, doutorando em cinema e audiovisual da UFF (Universidade Federal Fluminense); Amanda Carvalho Gomes, com a palestra “Entre rastros e memórias dos cinemas de rua de Araxá”, sobre cinco salas que haviam na cidade; Aline da Fonseca Campos se dedica à história do Cine-Brasil, de Visconde do Rio Brancio, que funcionou entre 1915 e 1993; Christina Musse, Gilberto Faúla e Rosali Henriques comentam a trajetória dos cinemas de rua e a ocupação do espaço público em Juiz de Fora; Valéria Fabri Carneiro Marques realiza palestra sobre o Cine-Theatro Paratodos, do bairro Borboleta; e ainda há pesquisas que serão apresentadas sobre os cinemas de rua em cidades como Varginha e Patos de Minas.

O conteúdo continua após o anúncio

O evento vai fazer uma homenagem a Waltencir Parizzi pela sua contribuição à atividade cinematográfica em Juiz de Fora, por conta de seu trabalho na Companhia Central de Diversões, empresa que chegou a ser responsável pela administração de 15 cinemas juiz-foranos.

Organizado pelo grupo de pesquisa CPCine – História, Estética e Narrativas em Cinema e Audiovisual, com apoio do IAD/UFJF, o Encontro de Pesquisadores em Histórias de Cinema integra o Minas é Cinema, projeto que inclui professores da graduação e pós-graduação do IAD e tem apoio da Fapemig (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais). A iniciativa tem por objetivo mapear a atividade cinematográfica em Minas Gerais, incluindo produção, exibição e distribuição de filmes, publicações sobre cinema, recepção e produção crítica. Um dos resultados desse trabalho é o livro “Cinema em Juiz de Fora”, publicado pela Editora UFJF.

Receba nossa
Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail



Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Leia também

Desenvolvido por Grupo Emedia