Tópicos em alta: coronavírus / vacina / tribuna 40 anos / polícia / obituário

Massa de ar se aproxima, e madrugada pode ser a mais fria do ano em JF

Com ventos de até 33,48k/h, sensação térmica era de apenas -4 graus por volta das 21h


Por Luiza Sudré, estagiária sob supervisão da editora Juliana Netto

29/07/2021 às 18h35- Atualizada 29/07/2021 às 21h07

A onda de frio que chegou ao Brasil, com registro de neve e temperaturas negativas no Sul no país, se aproximou de Juiz de Fora nesta quinta-feira (29). A tendência, conforme os órgãos de meteorologia, é de queda nos termômetros nas próximas horas. Há, inclusive, a chance de que a madrugada registre marcação histórica. Devido as fortes rajadas de vento, de até 33,48k/h, e 7,1 graus nos termômetros, a sensação térmica chegou a -4 graus por volta das 21h, de acordo com o 5º Distrito de Meteorologia, com equipamentos instalados no Campus da UFJF. Pela manhã, por volta das 8h, a temperaura sentida foi ainda mais baixa, próxima de zero. Durante todo o dia, os termômetros oscilaram entre 9,8 e 16,4 graus.

A previsão é de frio intenso para a cidade nesta sexta (30). De acordo com o Inmet, os termômetros podem registrar mínima de 5 graus, uma das menores temperaturas desde 2007. Já a máxima não deve ultrapassar os 14 graus. Não há chance de chuva.

O conteúdo continua após o anúncio

Para as outras cidades da Zona da Mata a tendência é de céu nublado a parcialmente nublado com nevoeiro ou névoa úmida ao amanhecer. Segundo a estimativa do Inmet, a temperatura deve girar em torno de 6 graus em alguns municípios. A máxima em toda a região não deve passar dos 24 graus.

Fim de semana

No decorrer do fim de semana, as temperaturas permanecem amenas, embora a tendência seja de elevação gradativa das marcações mínimas. Neste sábado (31), a amplitude térmica deve ser entre 6 e 16 graus. Enquanto no domingo (1º), os termômetros devem registrar mínima de 7,5 graus e máxima de 17,5 graus.

Cidade disponibiliza dez pontos de acolhimento para população de rua

Tendas emergenciais localizadas no Centro de Juiz de Fora, como na Praça Riachuelo e no Empresa Regional de Habitação de Juiz de Fora (Emcasa), foram instaladas pela Defesa Civil da Prefeitura (PJF) para abrigar moradores em situação de rua durante a onda de frio que atinge a cidade. Além desses, Juiz de Fora conta com outros sete pontos de acolhimento, dois temporários na Zona Norte e outros cinco em instituições sociais da cidade.

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade pelo seu conteúdo é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Desenvolvido por Grupo Emedia