Tópicos em alta: eleições 2022 / coronavírus / vacina / polícia / obituário

Jaguatirica morre após ter sido atropelada na BR-040

Animal foi encontrado caído às margens da pista na última quinta-feira, próximo ao pedágio de Simão Pereira, com vários ferimentos; ela foi resgatada por funcionários da Concer, mas não resistiu


Por Tribuna

27/07/2019 às 15h10- Atualizada 27/07/2019 às 15h40

Animal estaria fugindo de uma queimada, que ocorria em uma mata próxima à estrada, quando foi atropelado (Foto: Divulgação Concer)

Uma jaguatirica morreu depois de ter sido atropelada, na noite da última quinta-feira (25), na BR-040, em Juiz de Fora. De acordo com a Concer, concessionária responsável pela administração do trecho na via, o animal foi encontrado caído às margens da pista com vários ferimentos, próximo ao pedágio de Simão Pereira. A jaguatirica foi resgatada por funcionários da concessionária. Ela estaria fugindo de uma queimada, que ocorria em mata próxima à estrada, quando foi atropelada.

O conteúdo continua após o anúncio

O animal chegou a ser socorrido para uma clínica veterinária, mas, por conta da gravidade dos ferimentos, não resistiu e morreu na manhã desta sexta-feira (26). A Concer alerta que, em casos de encontro de animal silvestre atropelado na rodovia, a orientação é entrar em contato com a Polícia de Meio Ambiente ou com a concessionária.

Ainda segundo a Concer, as intensas queimadas no trecho da rodovia em Minas Gerais estão trazendo sofrimento aos animais, que se arriscam a atravessar a via também em busca de alimento. Por meio de sua Coordenação de Meio Ambiente, a empresa destacou que o número de queimadas aumentou cerca de nove vezes se comparado ao mesmo período do ano passado, além de serem mais extensas e mais frequentes.

Tópicos: BR-040

Os comentários nas postagens e os conteúdos dos colunistas não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é exclusiva dos autores das mensagens. A Tribuna reserva-se o direito de excluir comentários que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros. Mensagens de conteúdo homofóbico, racista, xenofóbico e que propaguem discursos de ódio e/ou informações falsas também não serão toleradas. A infração reiterada da política de comunicação da Tribuna levará à exclusão permanente do responsável pelos comentários.



Desenvolvido por Grupo Emedia