Tópicos em alta: delivery jf / coronavírus / chuva / blogs e colunas / obituário / polícia

Moradores reclamam de falta de água em vários bairros de JF

Cesama confirmou o problema e afirmou que está trabalhando para conseguir estabilizar o abastecimento

Por Tribuna

21/09/2019 às 17h10

Vários pontos de Juiz de Fora apresentaram falta de água neste sábado (21). A Tribuna recebeu reclamação de leitores de Cidade Alta, Santa Cecília, na Zona Sul, Eldorado, região Nordeste e também do Nova Era, na Zona Norte de Juiz de Fora. A Cesama confirmou o problema, mesmo estando operando com produção maior, e afirmou que está trabalhando para conseguir estabilizar o abastecimento. A assessoria da companhia destacou a necessidade de a população economizar água.

LEIA MAIS:

De acordo com Renata de Mello Silva, moradora do Nova Era, sua residência, na Rua Alípio de Oliveira, ficou sem água entre quinta e a madrugada deste sábado (21), quando o abastecimento voltou. Porém, durante a tarde, a água parou de cair na caixa novamente. “As casas da parte mais alta do Nova Era ainda não receberam água. Como não voltou a cair nesta tarde, já começamos a economizar para não passar pelo problema de novo.”

O conteúdo continua após o anúncio

Em algumas vias do Santa Cecília, as torneiras também ficaram secas neste sábado. Um morador da Rua Mário Pereira de Lima, que preferiu não ser identificado, disse que não é a primeira vez que o problema ocorre. “Nós chegamos a ficar 48 horas sem água há alguns dias. Neste sábado, cheguei de viagem e estava sem água. Esperamos que a situação seja solucionada rápido.” Moradores das ruas Maria Amélia e José Narciso Neto também enfrentam o problema. Ainda na Zona Sul, casas da Rua José do Patrocínio, no Mundo Novo, também estão desabastecidas.

Uma moradora da Rua Doutor Moisés Santiago, no Eldorado, também ficou sem abastecimento neste sábado. A mulher, que pediu para não ter o nome divulgado, disse que a situação ocorre em outras vias no bairro. “Se está havendo problema, os moradores tinham que ser avisados, eu já economizo, mas muita gente não tem essa consciência.” Já na Cidade Alta, as reclamações vieram de um morador da Rua Maceió, no Parque Jardim da Serra, que está sem água desde a noite de sexta-feira (20).

A Cesama informou que está com uma produção 20% maior, de cerca de 1.800 litros de água por segundo (l/s), quando a produção geralmente é de 1.500l/s. Conforme a assessoria da companhia, “todo o volume de água produzido está sendo consumido quase que de imediato, e alguns pontos do município apresentam desabastecimento. A companhia está monitorando o sistema e realizando manobras para atender toda a cidade, mas ratifica que é preciso fazer o uso consciente do produto, sem desperdícios, até que o sistema esteja totalmente estabilizado”, diz, em nota enviada à Tribuna. A Cesama destacou que é preciso evitar o desperdício.



Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é dos autores das mensagens.
A Tribuna reserva-se o direito de excluir postagens que contenham insultos e ameaças a seus jornalistas, bem como xingamentos, injúrias e agressões a terceiros.



Desenvolvido por Grupo Emedia